Se tem uma coisa que desenvolvedores de jogos gostam de fazer é nos pregar peças. Às vezes pegadinhas escondidas até mesmo dos diretores, outras apenas segredos que complementam a narrativa, easter eggs costumam ser assustadores e envoltos em mistério. Aproveitando o clima de Halloween, fomos atrás de alguns dos segredos mais bizarros e perturbadores para contribuir com sua falta de sono nesta noite de Dia das Bruxas.

1. A mensagem secreta de Sonic CD

Além de um ótimo jogo, Sonic CD guarda um segredo que até hoje aterroriza muita gente. No menu principal, ao pressionar baixo, baixo, baixo, esquerda, direita, A, você será levado para uma tela escondida onde pode selecionar e ouvir os sons do jogo. Ali, se você selecionar FM No. 46, PCM No. 12 e DA No. 25 e pressionar Start, você é levado para a mais esquisita das telas.

Além da música sinistra (que é, na verdade, a música de chefe da versão japonesa do jogo), e da imagem de fundo, um Sonic deformado com um estranho rosto humano, há uma mensagem em japonês, que diz:

たのしさ∞
セガ・エンタープライゼス
まぢん 画

A tradução mais adequada seria:

Diversão infinita
Sega Enterprises
Imagem de Majin

O que deixa a mensagem ainda mais desconfortável é que Majin, em uma tradução livre, pode significar demônio, ou qualquer criatura sobrenatural com poderes sobrehumanos. É uma palavra que não possui uma tradução específica para o inglês ou português, mas o fato de ela poder significar “demônio” é o que deixa muita gente inquieta. O que nos tranquiliza é que Majin é também o apelido de Masato Nishimura, designer de fases de Sonic CD. Ou seja, aparentemente, tudo não se passa de uma pegadinha feita pelo desenvolvedor. Pode dormir tranquilo, você não foi amaldiçoado pelo capeta.

 

2. Seu nome sendo sussurado em Black & White 2

O “simulador de deus” Black & White 2 tem uma pegadinha assustadora aos jogadores com nomes comuns. No jogo, sempre que um de seus aldeões morria, uma voz masculina sussurava lentamente “deeeaathh” (ou seja, “mooorrte”), o que por si só já não era a coisa mais agradável do mundo. Porém, na época do jogo (em meados de 2001), alguns jogadores começaram a relatar em fóruns que, em vez de ouvir o sussurro comum no momento em que um aldeão morria, eles ouviam seus nomes sendo sussurados. Ai carai.

Depois de muita gente questionar sua própria sanidade, foi descoberto que o jogo escondia em si efeitos sonoros de dezenas de nomes sussurados, os quais eram associados aos nomes dos jogadores (informados por eles no início da campanha). Então, se seu nome estivesse na “lista negra”, você iria ouví-lo sendo sussurado em um momento ou outro.

Isso não se faz.

A Lionhead Studios foi tão dedicada em preservar a pegadinha que gravou nomes em diferentes línguas, para versões do jogo lançadas fora da América do Norte. Uma pena que o jogo nunca chegou dublado em português no Brasil.

Veja também:
– 12 fatos que talvez você não saiba sobre a guerra entre Sega e Nintendo

 

3. Decodificando sinais de rádio em Portal 2

Portal e Portal 2, além de incríveis, são apinhados de segredos e mensagens ocultas. Felizmente (ou infelizmente?) todas elas nos ajudam a entender melhor seu universo, em vez de implantarem em nossas mentes bizarrices satânicas.

portal-2-easter-eggUm dos segredos mais instigantes envolve encontrar um rádio, em uma sala secreta no jogo, e decodificar a frequência sonora transmitida por ele, utilizando um software para transformar o som em imagem – método conhecido como SSTV, similar ao usado pela NASA durante a década de 70 em suas expedições espaciais.

Eu mesmo já fiz o experimento: deixar uma janela do jogo aberta com a emissão do sinal de rádio, e ao lado, uma janela do software de decodificação. Ver o som sendo lentamente transformado nesta imagem (à esquerda) foi uma das experiências mais assustadoras e incríveis que já tive com videogames.

Falando em NASA…

 

4. Sons ambientes bizarros do Xbox

xbox-dashboardO dashboard do Xbox original, tal como outros consoles da época, trazia poucas funções, como gerenciamento de memória, configurações do console e um player de música. Ou seja, você não tinha muitos motivos para ficar ali de bobeira. Mas se por alguma razão você deixasse seu Xbox ligado nesta tela por muito tempo, um som ambiente poderia despertar sua atenção.

O que começa com o que parece ser o som de uma turbina distante passa aos poucos a se tornar trilha sonora de um filme de terror experimental. Vozes robóticas e ruídos distorcidos aos poucos tomariam conta do seu console, se a esta altura, você já não o tivesse desligado da tomada e rezado três Ave Maria.

A explicação foi dada anos depois por Larry “Major Nelson” Hryb, diretor de programação da Xbox Live. Os sons escondidos na dashboard do Xbox não eram os portões do inferno se abrindo, mas sim apenas áudio de transmissões da NASA durante o Projeto Apollo, de domínio público.

Obrigado pelo esclarecimento, Major Nelson, mas eu diria que isso só tornou as coisas ainda mais assustadoras.

5. Música do menu do GameCube

Este easter egg não é exatamente sinisto, mas o fato de que ele esteve de baixo do nariz de todos durante anos, para ser descoberto quase uma década após o lançamento do GameCube, é o que o torna tão enigmático.

Se você teve contato com o GameCube, deve ser lembrar da estranha e calma música de seu menu principal. Era como um mantra, leve e hipnótico. Eis que, ao acelerada em 16 vezes, você descobre que ela é, na verdade, a música de abertura de um antigo acessório da Nintendo para o NES, o Disk Drive, só que prolongada a ponto de se tornar imperceptível aos nossos ouvidos.

Isso nos faz pensar em quantas coisas que vemos e ouvimos todos os dias, que na verdade são mais do que aparentam ou soam. Pelo menos a música não trazia nenhuma mensagem escondida, ao contrário da…

 

6. Música tenebrosa escondida em BioShock Infinite (spoiler!)

Outro jogo repleto de segredos é BioShock Infinite. Em certo momento, enquanto você vasculha um dos cenários de Columbia, o jogo toca uma estranha música de fundo, com sons graves, contínuos e prolongados. Há ali, na verdade, uma música escondida, com uma velocidade reduzida em dezenas de vezes, que a torna imperceptível. Se acelerada em 800% ou 1000%, é possível perceber a voz de um homem ou de uma mulher cantando, em frases sobrepostas, algo como:

“Time for me to drown, to live”
“Time will finally catch up to me”

A tradução seria algo como:

“Minha hora de afogar, para viver”
“O tempo irá finalmente me alcançar”

A letra parece ter ligação direta com os eventos finais de BioShock Infinite. Se você se lembra do fim do jogo, provavelmente está arrepiado agora.

 

7. O terrorismo psicológico do Game Boy Camera

Game Boy Camera foi um acessório/jogo/aplicativo para Game Boy lançado em 1998 que transformava o portátil em uma câmera fotográfica monocromática bem marromenos, mas repleta de funções divertidas e minigames. O cartucho se conectava até com uma mini impressora, permitindo a impressão de suas fotos em papel adesivo.

O acessório também ficou conhecido por alguns segredinhos esquisitos – lá vem. Em um dos menus do jogo, você se depara com as opções “Shoot”, “Items”, “Magic”, “Check” e “Run”, típicos de batalhas de RPGs japoneses da época. Ao escolher a opção “Run”, você tinha grandes chances de se deparar com uma de três fotos bizarras, de pessoas com rostos estranhos e rabiscados, acompanhadas de sons bizarros e da mensagem “De quem você está correndo?” CREDO. Para piorar, após o susto, o desenho do menu era substituído por um garotinho amedrontado (ao lado). Era a Nintendo ridicularizando a pivetada.

E mesmo se você ignorasse a opção “Run”, na tentativa de se livrar para sempre daquelas imagens perturbadoras, você ainda corria o risco de dar de cara com elas, se a conexão entre a Game Boy Camera e a impressora desse algum problema. Não tinha escapatória.

gameboy-camera-creepy

Os rostos que apareciam na versão japonesa (abaixo) eram, talvez, ainda piores que os da versão americana

 

8. Mensagem subliminar em WarioWare Touched!

Tudo que envolve girar um disco ao contrário se torna automaticamente mais assustador. Além da bizarrice que é ouvir uma música invertida, você sempre corre o risco de reparar em alguma possível mensagem subliminar esquisita.

WarioWare Touched! nos levou de volta à nossa infância ao nos permitir girar disquinhos ao contrário, tal como fazíamos com os discos da Xuxa, só para nos arrependermos logo em seguida.

Ao invertermos a música da Ashlay, em certo momento, a personagem parece dizer algo como “I shall grant this kid to hell”, que em português seria “eu concederei essa criança para o inferno”. Eita. E a gente achando que mensagens subliminares demoníacas tinham ficado nos anos 80.

Veja o vídeo aqui.

Bônus:

  • Eduardo Samoggin

    Quanto ao item 5, nunca é tarde para se lembrar:

    https://www.youtube.com/watch?v=z575rZuACpo

  • romulodearaujo

    Tô toda cagada com a do Xbox. Tenho esse console há mais de 10 anos e achava que sabia tudo dele.

    • luizpaulosantoscruz

      Só entendi o quão assustador é, quando me lembrei o que era a porra do Apollo!

  • NerdRalls

    A musica da XUXA foi engraçado demais auhsuashaushau

  • Ismael Amaral

    Obrigado por notificar o spoiler em Bioshock Infinite, pretendo obter a experiência nesse mês de Novembro na edição definitiva.

  • Igor Navarro Rabelo

    Desculpa mas este aqui é o mais assustador de todos

    https://www.youtube.com/watch?v=q5w6ieaTxGA

  • PedroCohen

    Por isso que esses jogos eletrônicos não vingam entre os jovens e nunca vingarão! DEUS É MUITO MAIOR, ELE TIPO UM GOKU

  • Gabriel Raposo

    Esse de Bioshock
    wow

  • jprbessa

    Com o vídeo da Xuxa eu entendo porque a economia vai mal. As pessoas vão saindo do armário. E como “não compram. Não compram. Não compram. Não compram, porque… ééé gaaaaaay.”

    –edit–

    [quinta_serie_mode_on]
    Será por isso que o Wii U, exceto pelo último trimestre, ia mal?!
    [quinta_serie_mode_off]

  • gustavo

    essa musica da xuxa acabou com todo suspense do post. chorei de rir com a letra. sou policia sou policia eu juroooo que a politiica que a politica enganaaa….

  • To mortíssimo com esse vídeo da xuxa.

  • Paulo Sousa

    Se eu tivesse visto esse do Sonic quando pequeno… não seria a mesma pessoa.

  • RicardoMattos

    Excelente artigo!!! Me fez relembrar das revistas de videogame dos anos 90 que eram recheadas dessas matérias bem humoradas. Você definitivamente é o meu articulista preferido do Overloadr. =)

  • Daniel Silva

    Nunca mais jogo sonic