Spacebase DF-9, um jogo da Double Fine, se encontra atualmente em Early Access do Steam, mas em breve isso deixará de ser. A versão 1.0 do título estará disponível na plataforma de distribuição de digital no mês que vem, porém, infelizmente, não porque a Double Fine implementou nele todas as ideias e mecânicas que tinha em mente para o projeto.

Na época de seu anúncio, o estúdio apresentou ideias um tanto audaciosas para o seu simulador de base espacial, publicando no site oficial uma enorme lista de desejos e mecânicas que esperava adicionar progressivamente. Tratava-se de um plano de longa data, um que seria implementado aos poucos, algo condizente com o que o Early Access permite.

No entanto esses planos não mais sairão do campo das ideias. Devido ao baixo interesse do público pelo jogo – e, consequentemente, pouco dinheiro retornando ao estúdio por Spacebase DF-9 não ter sido adquirido por muitos em seu formato antecipado – a Double Fine se viu obrigada a tomar a decisão de encerrar seu desenvolvimento, desistindo das mecânicas que implementaria futuramente e fazendo o necessário para transformar o título em sua versão 1.0. Basicamente, segundo os diário de desenvolvimento do site oficial de DF-9, um tutorial e objetivos serão adicionados ao simulador, transformando o jogo em algo que possa ser vendido como completo no Steam.

Compreensivelmente, os mais aficionados pela produção da Double Fine não se viram muito contentes com a decisão, especialmente pelo fato de que a versão final do simulador espacial não terá todas as funcionalidades que haviam sido prometidas. Em resposta, Tim Schafer foi aos fóruns do estúdio sanar as questões maiores e reconhecendo erros que ele e sua equipe cometerem, como não terem sido mais transparentes de antemão sobre o que estava ocorrendo com DF-9. Enquanto para alguns isso foi o suficiente, outros continuam acusando o estúdio de ter feito um mau gerenciamento.

Spacebase DF-9

Spacebase DF-9

Logo após o lançamento da versão 1.0 todo o código de Spacebase DF-9 será disponibilizado como Open Source, deixando nas mãos dos jogadores a implementação de novidades ao simulador. Se eles se interessarem, é claro.

O Early Access é uma plataforma que oferece oportunidades interessantes a desenvolvedores, mas está claro, cada vez mais, que o consumidor deve ter certa cautela quando for adquirir um título nesse formato. Talvez o que falte seja um detalhamento maior, quem sabe por parte da Valve, sobre o que a plataforma representa. Devido à possibilidade de projetos serem abandonados ou de terem seu final apressado, a compra de um jogo no Early Access tem um caráter mais de aposta, como o financiamento de uma campanha no Kickstarter. Spacebase DF-9 não é o primeiro título da plataforma a não seguir o curso de desenvolvimento planejado para ele. E com certeza não será o último.

  • André Luz

    eu não gosto muito de early access, eu acho que tem um problema pelo menos pra mim. Não compro os jogos não por causa do medo deles não serem concretizados, mas pelo fato de talvez até o momento de finalização do jogo eu ja tenha enjoado . Hoje em dia com tantos jogos, tantas opções não sei se é uma boa o estudio lançar o jogo antes de estar completo, mesmo que precise se financiar, pq isso pode ter o efeito contrario. E mais ou menos o mesmo motivo que não gosto de jogar demos de jogos mas isso é uma opinião minha. não sei

    • Gustavo Freitas

      Concordo com você. Comprei o Castle Story e o desenvolvimento ta leeeeeeeeeeeeeeeento…

  • Caio Leocadio

    Early acess só é válido na minha opinião quando o conteúdo disponível valha o preço, como o Crypt of the Necro Dancer, se eles nao colocarem mais nada no jogo eu já me dou por satisfeito.

  • Ricardo Leite

    Boa tarde.
    Eu comprei DF-9 e o jogo nas horas vagas… O jogo é divertido, mas compreendo o pouco sucesso que acarretou em seu cancelamento.
    Trata-se de um jogo casual, com temática espacial onde você não tinha grandes desafios.
    O jogo ainda se encontrava em estágio muito primário quando foi disponibilizado, permitindo que você apenas colocasse salas, alguns geradores de energia, processadores de ar e alguns poucos eventos que necessitassem de sua atenção, como uma chuva de meteoros ou fogo em algum setor da estação.
    Demorou um tempo para que fosse implementadas novas profissões, um sistema de felicidade, ataques de piratas espaciais e coisas do tipo.
    Havia um jogo, algumas mecânicas e nada real para se fazer.
    Se a lista de promessas tivesse saído do papel, teríamos um interessante simulador espacial, no momento, temos um The Sims sem muito oxigênio.
    Realmente uma pena o cancelamento deste projeto.

  • jprbessa

    Nem me falem de Early access. O único jogo que pego o Vaio da minha mulher é o Kerbal Space Program. Esse jogo não vai sair nunca?

  • Por isso eu passo longe de Early Acess, prefiro pagar o preço completo por um jogo completo e não por uma aposta

  • Thiago Gomes

    Eu não compro Early Acess por esse motivo, muito arriscado para investimentos altos. Principalmente estes que só tem imagens e videos, e não tem Game Play.