Após novas ameaças, manifestação contra Gamergate se espalha pelo Twitter

Em 2012, usando a hashtag #1reasonwhy, milhares de pessoas se manifestaram no Twitter contra o sexismo inerente à cultura de videogames e em resposta aos ataques à crítica cultural e feminista Anita Sarkeesian. De volta ao presente, deste a noite desta terça-feira (14), o Twitter está sendo inundado de mensagens contra o movimento Gamergate, em parte como resposta coletiva à nova onda de ataques à mulheres integrantes da indústria ou cultura de videogames – não que a hostilidade tenha cessado durante todo este período.

Anita Sarkeesian-2Há mais de 10 horas, a hashtag #StopGamerGate2014 está listada entre os tópicos mais comentados do Twitter nos EUA, já tendo acumulado mais de 60 mil tweets, segundo o site Topsy. Naturalmente, nem todos os tweets que fazem uso da hashtag são legítimos, mas a mensagem que fica, em geral é: as pessoas estão cansadas da violência, ódio e intolerância inevitavelmente trazido pelo Gamergate.

Lamentavelmente, Sarkeesian é, novamente, uma das peças centrais a esses ataques: na noite desta terça-feira, sites de tecnologia e games noticiaram que a Universidade do Estado de Utah recebeu uma ameaça terrorista após anunciar uma palestra de Sarkeesian na instituição, similar ao que aconteceu no início do ano, durante a GDC 2014. Ao contrário da premiação da GDC, contudo, a palestra foi cancelada para evitar uma possível tragédia. Outro caso recente foi da game designer Brianna Wu, que teve que se retirar de sua casa, com sua família, ao receber ameaças de morte, após se posicionar contra o Gamergate.

Veja também:
– Como o discurso de Emma Watson na ONU nos ajuda a entender o Gamergate

Milhares de jogadores, desenvolvedores e jornalistas, inclusive brasileiros, estão contribuindo com mensagens contra o tumultuado movimento Gamergate. Embora seus apoiadores afirmem ter como alvo a “corrupção jornalística”, sua falta de consistência e organização acabou por torná-lo um movimento tóxico no qual mulheres da indústria e cultura de videogames são as maiores vítimas – como abordei neste artigo recente. Criado em meio à campanhas de ódio e difamação, o Gamergate acabou se tornando mais uma batalha cultural prejudicial à comunidade como um todo do que uma campanha legítima com alguma causa clara e justa.

Entre o mar de tweets de gente com algo a dizer contra o Gamergate (em sua maioria, desenvolvedores), fiz uma seleção rápida :

  • U Réu

    can’t respect yourself, how in the hell can’t somebody else?

    • Sketchbook do Porco Banido

      MDM tá sem movimento hoje? rsrs

      • Grillo

        Ainda acho bizarrésimo o Overloadr e o MDM dividirem tantos fãs.

        • Aqui nós somos apenas pessoas normais. No MdM tem que imperar a puLtariabulmamulepeladapornorgoogleporfavornomeucelularobrigado

          • OfudouMyou

            kkkkkkkk exato ;D
            o MDM é o reino do carnaval dos nerds, o lado sombrio da internet hahahaha , é o mundo do nuapeladapornorquetiveraígoogle

        • Que é MDM? TA!

          • riquesampaio

            É aquele álbum da Madonna

          • U Réu

            melhores do mundo MDM, nunca visitem os comentários de lá…

      • U Réu

        as vezes não quero me perder nas discussões fanboyzeras de lá

  • Gabriel Raposo

    Me desculpe pela ignorância, mas o que exatamente o GamerGate?

  • Michael

    Sendo bem franco, eu comecei a acompanhar a indústria dos Games a +ou- 1 ano e meio,e fico enojado com esse tipo de atitude. Ameaça de Bombas, Mortes e Familiares coagidos. Quando Video-games deixaram de ser diversão e passaram a ter uma parcela de público tão estupida quanto essas pessoas?, onde não é permitido apontar erros ou apenas expressar suas opniôes sem ser rechaçado pela internet pelos “Truegamers”?

  • Aí segue a ameaça de um dos maiores imbecis desse planeta:

    “Eu tenho à minha disposição um rifle semi-automático, várias
    pistolas e uma coleção de bombas”, disse a carta. “Este será o tiroteio
    mais mortal em escola na história americana e eu estou te dando uma
    chance de parar isso”.

    “Você tem 24 horas para cancelar a palestra de Sarkeesian (…).
    Anita Sarkeesian é tudo o que há de errado com a mulher feminista e ela
    vai morrer gritando como a puta covarde que ela é, se você deixá-la vir à
    USU. Vou escrever o meu manifesto em seu sangue derramado, e vocês
    todos vão testemunhar o que mentiras feministas fizeram com os homens da
    América”, colocava o autor não-identificado.”

    Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/critica-feminista-de-videogames-cancela-palestra-apos-ameaca-de-tiroteio-em-massa-14253743#ixzz3GGpAXRUn

    Eu nunca vou entender todo esse ódio, todos esses sentimentos negativoa, toda essa imbecilidade que as pessoas precisam atrelar, não apenas ao sexismo nos games, mas a onda geral de preconceito e valores deturpados que parecem nunca ter fim.

  • Pingback: Hatred precisa de uma melhor justificativa se quiser validar o choque()

  • jprbessa

    Desabafando apenas, mas não há nada que a porra do FBI possa fazer pra ir atrás dessa galerinha? Algumas vezes penso que tortura é pouco. Agressivo, desnecessário, mas sincero. Não entendo o motivo do ódio dessa gente!

  • Alisson André

    Então o #GamerGate foi criado pra ameaçar as pessoas?

    EDIT:

    Eu ia falar sobre ter legenda nos tweets, mas deixa pra lá, acho que todos que entram no site sabem pelo menos ler em inglês.

  • Pingback: Após ameaçar Gabe Newell de morte, desenvolvedor tem jogo removido do Steam - Overloadr()

  • Pingback: A loja GamersGate gostaria de lembrá-lo que ela não tem ligação com o GamerGate()

  • Pingback: Anita Sarkeesian dá entrevista em horário nobre na TV norte-americana()