Aconteceu, na manhã deste domingo (19), a final do Campeonato Mundial 2014 de League of Legends. O time favorito, os sul-coreanos da Samsung Galaxy White, não teve muita dificuldade em bater os chineses da equipe Star Horn Royal Club, deixando o placar em 3 partidas vencidas contra apenas 1 perdida. Com a vitória, Galaxy White levou o prêmio de US$ 1 milhão.

As partidas aconteceram no estádio Sangam, na Coreia do Sul, contando com mais de 40 mil pessoas in loco e outras centenas de milhares acompanhando via streaming ao vivo. Aqui no Brasil as partidas começaram por volta das 4h da manhã – se você não viu, nós entendemos, e abaixo você pode assistir as partidas na íntegra com narração em português (pedimos desculpas pelo autoplay, tentamos h4ck34r para tirar, mas não conseguimos =/ ).

Com este campeonato, é a segunda vez que um time coreano leva a taça mundial de League of Legends e sagra a região como a mais potenten no cenário competitivo na atualidade. O Campeonato Mundial de LoL é realizado anualmente desde 2011.

Presença brasileira

Após conseguir uma vaga no mundial – feito inédito para um time brasileiro – a KaBuM e-Sports foi uma das equipes mais elogiadas no campeonato, servindo de exemplo para as chamadas “equipes das novas regiões” (formadas a menos tempo que norte-americanas, europeias e orientais). Mas, mesmo com os elogios, a trajetória da equipe brasileira foi meteórica: ao chegar no mundial perdeu 5 das 6 partidas disputadas.

De qualquer maneira, a ascensão do Brasil no cenário profissional de League of Legends é rápida quando levamos em conta que a Riot Brasil chegou ao País apenas em 2012.

  • Marcus Roberto

    Nessas horas começo a perceber que estou velho. Já tentei assisitr algumas partidas de LOL e não é minha praia. Não consigo em certeza se não bato com o tipo de jogo ou se realmente já se trata de um afastamento com novas modas. Espero que seja o primeiro, quero demorar a virar um velho ranzinza.

    • Fabiano

      É mais fácil gostar de ver as partidas se você gosta jogo, mas jogos competitivos geralmente precisam de um comprometimento grande para começar. Quando você fica mais velho e atarefado você começa a valorizar mais o seu tempo livre, aí você fica mais nos jogos antigos que já sabe jogar. Eu mesmo sou Starcraft 2 e não tenho nem um pouco de vontade de começar com MOBAs. Talvez eu teste o da Blizzard, mas sei não… dá preguiça demais.

  • Bem… Se a intenção era remover o patrocinador do nome das equipes, então era pra ficar só White, pq é parte do patrocinador também. Vide o outro time, Samsung Galaxy Blue.

    • Charmichael

      po eu achei ‘Galaxy White’ um nome legal.. só descobri que era patrocionio depois que abri a noticia

      • IcaroBrendel

        Na verdade eles não utilizam o Galaxy a mais de 1 ano, as equipes utilizam somente Samsung White/Blue, mas vamos combinar que Galaxy é mais legal.

    • caio_o_teixeira

      Sério. Antes de comentar esse absurdo de que “queremos remover o patrocinador intencionalmente’ pare e pense: Por que, raios, iríamos querer fazer isso?

      Só tirei o “Samsung” porque temos espaço limitado na manchete. Optei por deixar Galaxy White (como muitos outros sites também se referem ao time) do que enfiar Samsung e não ter uma manchete razoável.

      Entendo a vontade de arranjar conspiracionismo pela internet, mas tentem racionalizar antes desse tipo de coisa.

      • Porran Caio, calma ;-;

        Acho que escrevi meio errado tbm, mas vamos lá.

        Meu comentário surgiu do fato de eu nunca ter visto o time sendo referido como Galaxy White apesar de ser um grande fã de League of Legends, acompanhar notíciais, passar tempo demais no subreddit e de ter ficado acordado (dormindo no sofá) pra ver a final. Sugeri trocar o nome simplesmente por que estava mais familiarizado com White do que Galaxy white.

        Não pensei no fato do tamanho da manchete. A única coisa que me passou na cabeça é que por algum motivo que não me importa, mas que definitivamente não é uma teoria da conspiração, vocês quiseram tirar o nome do patrocinador, ou sei lá, então coloquei isso no meu comentário…

        Como eu disse, não explicitei nada disso no meu comentário, então entendo que você não tenha entendido isso… Então tudo bem.

        Só não me bate (e nem me enforca) Caio, pfv ;-;

        =P

        • caio_o_teixeira

          Internet é uma merda para algumas coisas. Você pareceu implicar que estávamos “conspirando” para tirar Samsung do título e eu pareci muito mais puto do que eu fiquei – na real só fiquei meio frustrado, algo como “sério mesmo…?”.

          Enfim, relaxa. Só toma cuidado como você escreve e eu tomarei mais cuidado com a maneira que coloco minhas frustrações para fora também.

          abs

          • Ah não. Só perdôo com pedido de desculpa no podcast! -sqn

            Brincadeiras a parte, eu realmente não fui claro. Então tudo bem. Sou fã demais do trabalho de vocês pra ficar trollando ou coisa do tipo (inclusive eu comprei um certo jogo pra eu e meu irmão ali na vitrine, será que vocês adivinham qual foi? =P). Quando eu comento pode ter certeza que é de coração por que quero passar algum feedback pra vocês que também fazem esse trabalho de coração.

            Abração.

  • Gustavo Sant’Anna

    Nerf Corea…. que stomp da SSW na Royal ! HSUHASUHUSHAHSAS

  • Pingback: Equipe coreana vence mundial de League of Legends e leva US$ 1 milhão | Clan [COBRA] Oficial()

  • Flávio Augusto Priori

    Entra ano, sai ano e os coreba continua dando surra no resto do mundo. Alias, a superioridade dos times asiáticos contra os europeus/americanos ainda é visível.

    Mas, ufanismos a parte, acho que o desempenho da Kabum foi o grande destaque do torneio. Mesmo perdendo, dava pra notar que havia um progresso do time entre uma partida e outra. A vitória para Alliance, campeã da Europa, foi o que mais de inimaginável aconteceu no LoL até hoje, na minha opinião.