Jogador profissional de StarCraft 2 é desclassificado após comentário de estupro

Era para ser uma partida emocionante de StarCraft II entre os pro players Mihaylo Hayda, ucraniano, e sua oponente sueca Madeleine “Maddelisk” Leander, na terceira temporada do campeonato sueco de e-sports Fragbite Masters, até que:

rape-comment

“Indo estuprar uma garota em breve #fragbitemasters”

O tweet foi feito por Hayda um pouco antes da partida com Leander. Assim que a organização notou o comentário de Hayda, decidiu desclassificá-lo, embora ele houvesse vencido a partida contra Leander.

Em um site na qual é colunista, Leander descreveu a situação desconfortável pela qual passou:

maddelisk_starcraft2_2

Madeleine ”Maddelisk” Leander

“Eu fui convidada para jogar no torneio Fragbite Masters. Minha primeira reação foi ‘eu não sou boa o suficiente’, mas não foi a primeira vez que um azarão era convidado a um campeonato. Seria estúpido dizer não, pensei. Vi uma chance e aceitei. Alguns minutos no primeiro mapa e o jogo foi pausado. Eu não tinha a menor ideia do que se tratava, mas foi por conta do tweet. O jogo continuou e eu perdi por 2-0. Quando a partida terminou, eu vi isso: o tweet com o texto ‘Indo estuprar uma garota em breve #fragbitemasters’, escrito pelo meu adversário.” Segundo Leander, Hayda é um dos melhores jogadores profissionais da Europa de StarCraft II, e, por isso, considerou seu tweet “assustador”.

Com a desclassificação de Hayda, a Fragbite Masters se pronunciou: “Kas está sendo desclassificado da Fragbite Masters devido seu recente tweet. Nós NÃO apoiamos esse tipo de comportamento.”

Após o incidente, Hayda pediu desculpas tanto no Twitter, quanto em seu blog.

Veja também:
– Como o discurso de Emma Watson na ONU nos ajuda a entender o Gamergate