A Ubisoft está correndo atrás do prejuízo com os problemas técnicos de um de seus maiores lançamentos do ano, Assassin’s Creed Unity. Após lançar um jogo apinhado de problemas, que embora não tenham afetado todos os jogadores, incomodaram gente o suficiente para que o título fosse massacrado na internet, a gigante francesa anunciou que oferecerá gratuitamente o DLC Dead Kings, que ainda não tem data para chegar, aos compradores de Assassin’s Creed Unity. É como ir num restaurante, pedir um prato e, ao reclamar da comida estragada, receber mais do mesmo prato – e ainda ter que esperar por ele.

Mas ao menos quem já comprou o season pass (aquela brincadeira de pagar antecipadamente por um pacote de conteúdo que você não sabe com antecedência do que se trata ou sequer se é bom), que inclui Dead Kings, ganhará de cortesia um jogo da Ubisoft, à sua escolha: The Crew, Far Cry 4, Watch Dogs, Assassin’s Creed 4: Black Flag, Rayman Legends ou Just Dance 2015.

Mas não pense que comprar o season pass agora lhe dará automaticamente um jogo gratuito à sua escolha: a Ubisoft descontinuou sua venda.

Veja também:
– Season Pass de Assassin’s Creed Unity traz jogo inteiramente novo ambientado na China
– Quanto é o suficiente? Assassin’s Creed Identity aparece na iTunes Store australiana
Análise de Assassin’s Creed Unity

No site do jogo, o CEO da Ubisoft Montreal & Toronto, Yannis Mallat, lamentou os problemas que os jogadores estão tendo com Assassin’s Creed Unity.

“O lançamento de Assassin’s Creed Unity era um momento muito esperado por mim e pelas equipes de desenvolvimento ao redor do mundo que dedicaram uma tremenda quantidade de energia, paixão e habilidade para criar o jogo. Para nós, é a culminação de anos de trabalho em novas tecnologias, o desenvolvimento de múltiplas inovações – incluindo uma engine completamente novas – e a evolução dos pilares centrais da franquia Assassin’s Creed. Mais importante, nós sabemos que esse também era um momento muito antecipado por muitos de vocês também, enquanto procuravam fazer parte do primeiro verdadeiro Assassin’s Creed da próxima geração.

Infelizmente, no lançamento, a qualidade geral do jogo foi diminuída por bugs e problemas técnicos não esperados. Eu quero sinceramente me desculpar em nome da Ubisoft e de toda a equipe de Assassin’s Creed. Esses problemas tiraram a diversão do jogo e manteve muito de vocês de experimentá-lo em seu potencial máximo.”

Mesmo não tendo encontrado tantos problemas técnicos em Assassin’s Creed Unity, nosso Caio Teixeira, que jogou e avaliou Assassin’s Creed Unity, conclui, em sua análise do jogo: “Sem nenhum suspiro de criatividade, um abandono completo da narrativa e mecânicas apenas satisfatórias, o jogo coloca uma mancha na estreia da série na nova geração.” Leia sua análise completa.