Battlefield Hardline, próximo jogo da franquia Battlefield que será lançado em março deste ano, terá a voz de Roger, vocalista do Ultraje a Rigor, na localização PT-BR.

Roger interpretará o protagonista da campanha do jogo, Nick Mendoza, um policial cuja missão é caçar colegas que se tornaram corruptos. “É um tipo de jogo que eu costumava jogar, de tiro em primeira pessoa, e foi divertido fazer, me imaginar naquelas situações,” disse, em nota, Roger. “Gostei muito de ter sido convidado, espero que o público goste de jogar com a minha voz.”

Esperado inicialmente para o fim do ano passado, porém posteriormente adiado, Battlefield Hardline tem sido alvo de muitas críticas. Todo o material promocional do jogo glorifica a violência policial, algo ressaltado pelo seu slogan que diz “seja a lei, quebre a lei”. A temática do título e o modo como ele tem sido propagandeado foram especialmente mal recebidos devido aos eventos de Ferguson – em específico, o assassinato de Michael Brown pelas mãos de um policial, em agosto de 2014 – e os diversos protestos subsequentes decorridos disso.

Veja também:
Square mostra dublagem em inglês de Final Fantasy XV pela primeira vez

Battlefield Hardline estará disponível a partir do dia 17 de março, para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One.

 

  • Pedro_SS

    Pode ser ignorância minha, mas o ideal não seria contratar um dublador profissional com experiência na área?

    • Andre Viana

      Pra que dubladores se podemos chamar os amigos?

  • Gastar mais dinheiro para ter um resultado pior… Faz sentido não? Pelo menos estragarão um game que eu não tenho a mínima vontade de jogar.

  • William Novasky

    Tudo errado! Cantor é cantor. Dublador é dublador! Não tem como dar certo!!

    • Ademar Abiko Jr.

      O showbiz japonês discorda

  • Yan Cavalcanti

    As vezes dá certo em filmes (vulgo Bussunda em Shrek ou Hassum em Meu malvado favorito). Mas em Games é complicado. Ainda mais o Roger que não é ator nem nada. Não sei o que esperar, provavelmente ele xingando a Dilma…

    • Se rolar um xingamento à Dilma eu mudo minha opinião, hehehe.

    • Igor Navarro Rabelo

      Discordo sobre o shrek, mas ok né

    • Fabiano

      Primeira vez que vejo alguém elogiar a dublagem do Shrek. Bussunda era um comediante que não atuava, ele simplesmente lia as falas. Diferente do Hassum e do Chico Anísio, que sabem atuar.

      • Yan Cavalcanti

        Ah vei, eu gostei. Pode ser memória seletiva da infância…

  • Lukas Leite

    WTF! Pra que fazer isso…

  • Leonardo Avila

    Acho uma merda.
    Por ele não ser dublador ou ao menos ator, e por tanto, muito provavelmente ficará uma merda.
    E por esse senhor defender um conservadorismo extremo que faz apologia a violência policial. Usar ele como dublador, me faz presumir que o jogo agrada ou converge com a visão política distorcida dele.

  • Partida coop / multiplayer, quando seu time perder, sobe a música “Inútel, a gente somos inútel”. Please make it happen.

  • Ademar Abiko Jr.

    Duvido que o rage seria tanto se:
    1) Fosse um cara menos zuado que o Roger
    2) Fosse um cara do rock na dublagem original americana

    • SouoMaia .

      Em relação a 2 opção teria haters mas lá do lado do Obama, aqui o problema é que conhecemos o roqueiro tanto no pessoal como no profissional, então facilita a critica 🙂

  • SouoMaia .

    Vai ficar que nem o Batman Lego 3 onde o personagem principal “A morcega” acaba ficando sem personalidade em comparação aos outros.
    Sorte se vier com opção de troca de áudio.

  • Igor Navarro Rabelo

    Ninguém nunca levou a sério o single player deles mesmo

  • diegolakatos

    Vão começar a fazer igual fazem em muitos filmes…. Dublagem deveria ser exercida apenas por dubladores, segue um ótimo texto sobre o assunto: http://www4.cinemaemcena.com.br/diariodebordo/?p=719

  • Felipe de Albuquerque

    Desnecessário isso. Tanto do ponto criativo do jogo, já que o Roger não é ator e dificilmente conseguirá realizar um trabalho tão bom quanto um dublador profissional, quanto do ponto comercial. Ninguém vai comprar um jogo só por causa de um famoso que participa dele. Até porque boa parte dos jogadores de battlefield tem menos de 20 anos e nem sabem quem é o Roger.

  • metasexual

    caprichos do destino

  • Antonio Marcelino

    O certo não seria “o assassinato de Michael brown” ao invés de “o assassino Michael Brown”? Afinal o menino nem arma tinha!

    • Heitor De Paola

      Sim, corrigido.