O sistema de classificação International App Rating Council (IARC), em vigor desde 2013, foi adotado pelo Google para os produtos da sua loja digital Google Play, e pela Mozilla, para o Firefox Marketplace.

O IARC, que teve participação do Ministério da Justiça em sua fundação, ao lado da ESRB (dos EUA e Canadá), Classification Board (da Austrália), PEGI (da Europa) e (USK) da Alemanha, é um sistema universal de classificação por faixa etária, que permite que os próprios desenvolvedores submetam seus jogos e aplicativos distribuídos digitalmente a um sistema integrado, adequando uma classificação ao mesmo para diferentes regiões, de acordo com as regras e leis de cada país, através de um processo rápido e gratuito.

De acordo com o Ministério da Justiça, o sistema estará brevemente na Xbox Live Store, da Microsoft, na eShop, da Nintendo, e na PlayStation Store, da Sony.

“O mercado digital de jogos e aplicativos cresce muito rapidamente com as lojas virtuais e os criadores de games podem distribuir seus produtos em nível mundial com um único procedimento”, afirmou o Ministro de Estado de Justiça, José Eduardo Cardoso. “Esta nova realidade nos levou a um desafio regulatório e fomos capazes de responder com uma solução inovadora, prática e rápida. Com o sistema IARC, os desenvolvedores e as lojas virtuais poderão fornecer aos consumidores, de qualquer parte do mundo, uma classificação confiável, legalmente válida e feita sob medida para a cultura de cada país. Com a adesão de novas lojas virtuais, como o Google Play, quase a totalidade do mercado de jogos e aplicativos passa a ter a classificação indicativa brasileira.”

Informações detalhadas sobre o sistema estão disponíveis no site oficial do IARC.

  • Carlos Eduardo Galvani Nascime

    Só falta agora as pessoas levarem a sério essas classificações

    • leoleonardo85

      Exatamente, sempre achei otima essa ideia de classificação, mas enquanto uma loja vender COD pra uma criança e os pais também acharem isso normal, a classificação de pouco serve.

  • Pelo menos agora acaba aquela palhaçada de os jogos terem uma classificação para o mundo, e precisarem de uma nova classificação para adequação nacional.

    Isso era um problema principalmente com jogos para smartphones e jogos indies, que o desenvolvedor independente não estava afim de aprender sobre toda a burocracia daqui.

    • Giorlando Lima

      Pensei exatamente isso Christian. Vai ficar bem mais rápido pra esses jogos chegarem em vários países. Devemos lembrar que a justificativa pra falta de jogos antigos na Live e na PSN é a dificuldade de classificação para poder vender.

  • Charmichael

    *PÉGI EITIN*

  • Insane_akuma

    Na PSN japonesa ficou um caos comprar com cartão pré-pago, uma vez que os jogos Cero Z (+18) pedem cartão de crédito pra validar a idade…

  • rodrigo

    gata aqui em casa só entra produtos com selo Parental Advisory