Como já era esperado pelo vídeo teaser desta segunda-feira (13), a Activision anunciou Guitar Hero Live, novo jogo da série musical que estava adormecida desde 2010. Desta vez vídeos filmados da perspectiva de um guitarrista em espetáculos de música reais, remetendo à era de ouro dos FMV (full motion video), substituem os gráficos em 3D. O jogo ganha ainda um componente multiplayer sempre online.

Além da versões para consoles (PS3, PS4, Wii U, Xbox One e Xbox 360), o jogo também chega aos tablets e smartphones, também compatíveis com TV. Ainda sem uma data específica de lançamento, o jogo chegará no outono norte-americano, entre os meses de setembro e dezembro, custando US$ 99, já acompanhando a nova guitarra desenvolvida para Guitar Hero Live.

O novo instrumento-controle traz algumas mudanças: os botões, desta vez, se localizam no topo da braço da guitarra, em duas fileiras de três botões, que não são mais coloridos. A alavanca e a dedilha são mantidas. Com isso, não há retrocompatibilidade com os antigos acessórios de Guitar Hero.

GHL_modified_1.0

Nova guitarra traz seis botões discretos, divididos em duas fileiras

Com o reposicionamento dos botões, a ideia é que a simulação fique mais realista, exigindo do jogador a combinação de botões nas duas fileiras e posicionamentos de dedos que lembram os de acordes. As mudanças também afetam a jogabilidade: agora a interface mostra palhetas pretas, indicando os botões superiores e palhetas brancas indicando os botões inferiores, em três diferentes linhas que representam as três colunas de botões.

A mudança dos visuais em 3D para vídeos com perspectiva em primeira pessoa também muda drasticamente a experiência. Além de o jogo ter um foco maior em capturar a tensão de show ao vivo (daí o Live, do título), mostrando inclusive a entrada da banca ao palco, ele faz com que os atores (e músicos, no caso, que tocam a música de verdade ao fundo) e o público reajam à sua performance em tempo real, seja te encarando, seja vibrando contigo. Ou seja, para cada música foram criados diferentes trechos de vídeos, que são alternados em transições sutis conforme a performance do jogador muda ao longo da partida. Tem tudo para ser um retorno glorioso ao FMV.

O Guitar Hero TV será uma diferente modalidade de jogo e o componente online e competitivo de Guitar Hero Live. Simulando canais de TV de videoclipes, tal como a MTV nos anos 90, você poderá entrar a qualquer momento, juntamente com amigos online, e tocar a música acompanhando seu videoclipe oficial. Cada canal terá uma seleção e estilo musical diferente, que são mostradas em um guia de TV, para que você possa acompanhar sua programação, ao lado de outros jogadores online.

Dentre as bandas com músicas jogáveis já confirmadas estão The Black Keys, Fall Out Boy, My Chemical Romance, Gary Clark Jr., Green Day, Ed Sheeran, The War on Drugs, The Killers, Skrillex, The Rolling Stones, The Lumineers, Pierce the Veil e Blitz Kids, com mais por vir.

Guitar Hero LiveGuitar Hero LiveGuitar Hero LiveGuitar Hero LiveGuitar Hero Live

 

  • Douglas Leri de Souza

    Ainda é estranho ver os FMVs e a nova guitarra, mas dá pra se acostumar. Isso sem contar que pelo menos, eles tão tentando fazer algo diferente, né? =P

    (Tecnicamente, daria pra fazer um HQ x FMV com esse jogo, não? xD)

  • Fabiano

    Comecei a estudar guitarra agora, mas FODA-SE! EU QUERO!

    • rodrigo

      pega Rocksmith, bem melhor

      • Fabiano

        Eu já tenho, mas preciso comprar um
        home theater pra corrigir o lag ainda. Mas é legal jogar GH ou RB com amigos.

  • Porra! Backwards compatibility ou nada. JUST SAY NO TO novos instrumentos de plástico.

  • Infelizmente tive que sair dessa vida de Guitar Hero quando começaram a impedir que se jogasse através de controles. Ainda arriscava algumas músicas no baixo, quando jogava na casa de amigos, mas esse impedimento me afastou de ser um consumidor de GH/RB

  • Pra mim ta meio na cara que esse jogo vai flopar, o fato só RB4 funcionar com os instrumentos antigos vai ser um grande fator a favor do mesmo, pq nos consoles ‘antigos’ da pra achar mtos instrumentos de preços variados, enquanto esse dai vai ter que ser essa guitarra exclusiva.
    Espero que o custo se produção disso daí tenha sido barato. Ao invés dos dois concorrentes se ajudarem pra reerguer esse gênero morto, um vai contra o outro, vai entender

  • Leandro Tavares

    Empolgou o vídeo com The Black Keys. E saber que também terá Fall Out boy, My Chemical Romance, The Lumineers, Green Day e Of Monster and Men é ainda melhor.

  • Jonathan Brian Dos Santos

    Conseguiram renovar o jogo de uma forma bem criativa, achei válido.
    Rique, houve um engano ali no 5º parágrafo: “… a entrada da banca ao palco…”.

  • Leonardo Neves

    Muito triste não ter a retrocompatibilidade, mas mesmo assim sou fã da serie e ja to juntando dinheiro pq aqui vai chegar custando os olhos da cara…