Há novos lutadores em Mortal Kombat X e um deles é gay – além de badass. Não que isso fique claro durante as partidas ou sequer importe, ainda mais em um jogo de luta, mas é sempre bom notar que os desenvolvedores de games estão abraçando a diversidade, deixando clichês e estigmas no passado.

kung-jin

Kung Jin é descendente de Kung Lao

O personagem em questão é Kung Jin, o monge shaolin arqueiro, descendente de Kung Lao, e sua sexualidade é sutilmente abordada durante o capítulo 4, em uma sequência de flashback.

Nesta cena, Raiden diz: “Inferioridade sempre foi uma infeliz parte do seu disfarce”, após flagrá-lo roubando um objeto. Depois de uma luta, Raiden tenta convencê-lo a se tornar um monge shaolin. “Eu não posso, eles não vão me aceitar”, diz Kung Jin, hesitante. “Eles se importam apenas pelo que está no seu coração, não por quem seu coração deseja”, responde Raiden, que aparentemente tem um excelente gaydar. A cena pode ser vista aqui, a partir do minuto 11:20.

Assista à nossa transmissão ao vivo na íntegra de Mortal Kombat X

Após o burburinho sobre a cena, Dominic Ciancialo, diretor de sequências animadas de Mortal Kombat X confirmou no Twitter que o diálogo trata da identidade sexual de Kung Jin. “Vejo que algumas pessoas estão sacando a sutil exposição contida no flashback de Kung Jin. Bom saber que temos fãs tão atenciosos!”