Antes de mais nada, é bom lembrarmos que Contra foi lançado pela Konami em 1987, quase 30 anos atrás. Videogames naquela época não eram moleza, por conta até dos paradigmas que regiam o game design na época e a influência dos arcades. Dito isto, o vídeo a seguir pode ser um choque para quem cresceu jogando Contra e outros clássicos dos 8 e 16-bit, pelas seguintes razões:

– Há algumas pessoas no mundo que gostam de videogame e não conhecem Contra. Elas provavelmente nasceram depois dos anos 90.

– Há algumas pessoas que simplesmente não conseguem passar da primeira fase de Contra, utilizando cinco continues. Elas provavelmente nasceram depois dos anos 90.

– Há algumas pessoas que simplesmente não fazem a menor ideia do que é o Konami Code. Elas provavelmente nasceram depois dos anos 90.

E tudo bem! Sabemos que os jogos modernos são bem menos impiedosos que os de antigamente e nem por isso eles são piores, apenas diferentes. Mas se você aguentar assistir até o final (porque, sim, dá um pouco nos nervos ver novatos jogando Contra), verá que eles até conseguem progredir aos poucos, após se acostumarem com os controles e aprenderem algumas táticas.

  • Guilherme Bueno

    No meu caso, a gente tinha menos jogos e não tinha rede social, eu vivia jogando megaman e não tinha dinheiro pra comprar outras coisas, daí eu viciava mesmo. Tinha também as vezes em que alugava um jogo e ficava o fim de semana inteiro jogando. Não sei se os jogos eram mais dificeis, se os controles eram piores ou se só viviamos jogando a mesma coisa(claro que esse é o meu caso).

  • Leonardo Calça

    Aflição define.

  • Fabiano

    De boa, que bom que videogames mudaram…

  • Na verdade, essas crianças estão pegando pela primeira vez esses jogos. A gente esquece que jogava dias a fio sem parar, por isso éramos “melhores”. Esse tipo de jogo é mais decoreba que qualquer outra coisa. “De onde vem o tiro, por onde é melhor passar”, com o tempo dá pra ir decorando e fazendo as melhores escolhas até sem pensar muito. Certeza que eles jogando por uma semana já conseguem pegar “as manhas”.

    • Aperipe

      Essa desculpa não cola, as criancinhas já jogam video-game há anos, já deveriam ter algum tipo de experiencia no assunto. Alguns deles estão jogando The last of us de maneira razoável no mesmo canal e que na minha opinião tem controles mais complexo que contra.

      • Gabriel Raposo

        A questão é que não é a complexidade dos controles que é o problema, mas sim que o game design desse jogo é todo baseado em errar, decorar e tentar de novo. Eu também jogo videogames desde pequeno e adoro a cena competitiva de alguns jogos de luta, mas ainda assim levei um pau de Contra e Megaman I na primeira vez que peguei pra jogar (que deve ter sido há uns 2 anos atrás)

        • Exatamente. Esses jogos são baseados em decorar padrões. Eu jogo videogame há 20 anos e ainda sou ruim em Megaman. Peguei pra jogar semana passada e demorei horas pra começar a ganhar dos chefes.

        • Aperipe

          Então os jogos de hoje o jogador é levado a não errar, os acontecimentos são aleatórios e como vc não erra não é preciso tentar novamente.
          E não estou falando que os jogos comentados são fáceis, estou apenas impressionado que mesmo com uma mecânica simples apenas uma das duplas percebeu que eles deveriam atirar alem de pular.

  • Tais

    Quando criança já não conseguia avançar no contra, que dirá hoje :'( mas tem jogo antigo que não só gostava como cheguei a zerar com a minha irmã (Double Dragon II, no caso). tento jogar de novo e…… impossibru.

  • Gabriel Moreira

    Tem uma coisa também, se você seguir o canal (que é ótimo, recomendo seguirem) vão ver que essa galera é ruim em TODOS os jogos hahaha
    Megaman e Contra tudo bem, mas os caras são ruins em todos os jogos que pegam pra jogar, contando Mortal Kombat, Mario Kart, Etc.
    Não sei se é proposital, ou se essa geração é simplesmente ruim, mas nesse vídeo mesmo, os caras só descobrem que da pra atirar em outras direções depois de umas 10 vidas, caem em buracos ÓBVIOS e não entendem porque morreram.
    Não sei os outros mas na minha época, descobrir todos os controles era a primeira coisa que eu fazia.

  • Bosco_

    Molecada se confunde com dois botões e um direcional. E eu me achava um tanso por não conseguir usar 16 botões e 3 direcionais.

  • Douglas

    Eu acho que já comentaram aqui, eles tão acostumados a mecanicas novas, ou a mecanica nenhuma. Coisa que eu achei bizarra por exemplo foi eles não explorarem as balas infinitas, se eu pego um jogo c munição infinita eu não solto o botão do tiro nunca.

  • Thiago Nunes

    Gosto muito do canal React, é uma beleza pra você se sentir velho.

  • Cara, o Canal React/Fine Bros é muito bom, acompanho eles há um tempão. É muito estranho você ver os guris saindo de Kids pro Teens e depois pros Youtubers… Em relação aos jogos, vejam eles jogando Duck Hunter, os guris jogando pela primeira vez chegaram mais longe que eu na infância inteira.

    E outro bom vídeo atual é os Elders comentando o trailer de Mortal Kombat e depois o episódio deles jogando (y)

  • Não lembrava desse jogo ser tão difícil…

  • Elton Alves Do Nascimento

    Sempre que você se sentir desmotivado por não conseguir passar algum fase em um jogo (atual ou antigo) e estiver pensando “cara, como sou ruim”, veja esse vídeo, você vai se achar bem melhor. Contra 1 nem era tão difícil, lógico que a as últimas fases ficam bem mais difíceis, mas contra 3 sim era o capeta. Eles pegam uma galera realmente “noob” pra esses vídeos não pode ser real.

    • Insidia Rock

      Os caras nãos abem nem diferenciar os inimigos e os power-ups que estão ali esfregados na cara deles. É muito triste…. ):

  • Insidia Rock

    “verá que eles até conseguem progredir aos poucos, após se acostumarem com os controles e aprenderem algumas táticas.” Porque é assim que se joga, caralho hauahuha…. É um das formuals que torna jogos atuais como Dark Souls fantástico, trazer esse espirito de você peecisar realmente aprender o jogo.

  • Insidia Rock

    “verá que eles até conseguem progredir aos poucos, após se acostumarem com os controles e aprenderem algumas táticas.” Porque é assim que se joga, caralho hauahuha…. É um das formulas que torna jogos como Dark Souls fantástico, trazer esse espirito de você peecisar realmente aprender o jogo.

  • Insidia Rock

    O motivo pelo qual eles vão tão mal é que essa galera joga do jeito “moderno”: Aperta pra frente e esmurra qualquer botão do controle…. eeeeeh 😛

    “I don’t understand what this guys are” INIMIGOS CARA, INIMIGOS! Cara, eu não aguentei, quit! haha

  • luiz

    Sei lá se o pessoal é noob demais ou sem noção, mas lembrei de mim jogando master system com 5 anos, alex kidd(q não é um jogo fácil) e pensava coisas óbvias tipo:

    – morri em um lugar, vou evitar
    – testar pulo, soco, etc
    – sempre tentar pegar itens
    – pular e bater é sempre uma opção..

    me sinto um gênio pensando como eu jogava e ver eles jogando contra, isso q joguei outro jogos trabalhosos da época, como um chamado running battle, ghols’n ghosts, forgotten world, etc(isso pensando em jogos q eu jogava com menos idade q eles), entre mtos outros.

    O q mais impressiona é q esse pessoal já é jogador de game e erra coisa óbvia demais, deus do céu.

    Foi até o q eu conversava com um amigo meu dia desses: os jogos andam fabulosos nos gráficos, mas parece q por serem tão assim, se esquecem do resto