O sistema Early Access do Steam tem problemas. Vários problemas na verdade, sendo o mais claro a possibilidade de desenvolvedores abandonarem projetos pela metade – algo que já aconteceu -, deixando seus consumidores na mão.

No entanto, nem tudo sobre ele é negativo. Jogos excelentes chegaram ao Steam dessa forma e foram atualizados de maneira saudável até estarem completos, como Crypt of the Necrodancer e Massive Chalice, além de ótimos exemplos como Nuclear Throne, cujos desenvolvedores mantém um excelente diálogo com sua comunidade.

Ame-o ou o odeie, o Early Access é uma mecânica íntegra à publicação de jogos na época atual e, pelo que pudemos ver na coletiva da Microsoft, isso apenas se expandirá. O motivo disso é que o Xbox One ganhará o seu próprio Early Access,  chamado no console de Xbox Game Preview.

A possibilidade de se comprar jogos não terminados no Xbox One estará disponível a todos no final do ano. Aqueles que fazem parte do preview program, entretanto, já podem ter acesso à parte do catálogo do Game Preview. Para estes, os itens disponíveis são The Long Dark e Elite: Dangerous. Quando todos puderem usufruir do Xbox Game Preview, essa lista incluirá também Sheltered e Day Z.

A maior diferença em relação ao Early Access, e possivelmente a mais interessante, é o fato de jogadores terem um período de trial para esses jogos, podendo vê-los por conta própria sem gastar dinheiro. Quando esse tempo de teste chega ao fim, eles podem decidir se querem desembolsar o necessário para continuarem jogando. A Microsoft não informou qual a duração desse tempo.

Para saber mais sobre as novidades da E3, acompanhe nossa cobertura.

  • rodrigo

    Elite ??? doido…mas caro…