Não é sempre que a equipe de design da Time acerta. A última edição da revista norte-americana traz como destaque uma reportagem sobre realidade virtual, estampando na capa Palmer Luckey, o criador do Oculus Rift. Estaria tudo bem, se ele não estivesse irreconhecível, flutuando sobre uma praia, em uma pose que o faz parecer um garoto de 12 anos.

Veja:

Time-Oculus-cover

A capa é tão ruim que custei a diferenciá-la das inúmeras montagens que estão fazendo com ela na internet – ou talvez esse tenha sido o plano da Time desde o início. A impressão que ela passa, ao contrário da manchete, é que a realidade virtual é algo cafona e constrangedor. É de se duvidar que ela tenha sido aprovada pelo próprio Luckey. Ou talvez ele quisesse, desde o início, virar um meme.

Parafraseando o Engadget, “Se a Time vai arruinar o VR, pelo menos vamos nos divertir um pouco com isso”. E o Twitter fez a festa: