Talvez você tenha se deparado há algumas semanas com este vídeo viral, de uma pegadinha no Chat Roullette, no qual pessoas aleatórias caiam numa transmissão em tempo real que simulava um jogo de tiro em primeira pessoa. O criador da brincadeira, David Raynolds, seguiu com a ideia e produziu o “Level 2”, no qual o herói canastrão do “shooter” precisa fugir de uma instalação futurista repleta de zumbis e monstros, novamente seguindo os conselhos dos espectadores.

A compilação das diversas experiências tidas por sortudos no Chat Roullette já pode ser vista abaixo, e mostra um nível de produção muito maior (ainda que com aquele “charme” de filme B), com direito a uma sequência de chefe: uma minhoca gigante, que o herói enfrenta usando uma armadura robótica especial.

A experiência é similar a de um jogo em FMV (full motion video), com a diferença de que, na ambiciosa produção de Raynolds, não existem cortes, e a atuação e os efeitos especiais acontecem em tempo real. Mesmo que a produção aparentemente siga um roteiro pré-definido, as decisões de cada “jogador” são levadas em conta, dando margem à improvisações dos atores e desfechos diferentes, como a morte do protagonista, por exemplo. Parece ser algo realmente especial: uma fusão de videogame, cinema, teatro e internet como provavelmente nunca vimos antes.

Com o reconhecimento que tem obtido, Raynolds está ampliando o projeto. Para o Level 3, Raynolds e seu estúdio Realm Pictures, recorreram ao Kickstarter para financiar uma nova produção, desta vez fora do Chat Roullette. A ideia é realizar a transmissão ao vivo do prólogo de Level 3 para todos que contribuírem com o financiamento, com 1 libra ou mais, no Kickstarter ou no site oficial.

Seguindo os moldes de Twitch Plays Pokémon, os jogadores votarão nas decisões a serem tomadas pelo protagonista, e os atores da produção reagirão em tempo real a essas escolhas. As decisões, posteriormente, refletirão nos capítulos seguintes.

RLFPS-1

Já a fase completa de Level 3 será transmitida exclusivamente para 50 destes participantes, que serão escolhidos aleatoriamente, de forma que cada um deles tenha sua própria experiência individual, de cerca de uma hora cada, dividida em cinco capítulos. Raynolds também explica que desta vez, os jogadores terão que conversar diretamente com outros personagens e convencê-los a tomar certas decisões, com consequências reais.

Todas as 50 transmissões serão exibidas ao vivo para quem fizer a contribuição. E para estender a interatividade a todos, mesmo os que não estiverem jogando, os expectadores poderão usar fichas em determinados momentos para dar ao jogador da vez poderes especiais.

Você pode assistir ao making of da produção aqui:

  • André Luz

    porra que negocio foda e maneiro, inveja de quem participou hahaha

  • El Luchador

    MASSA!

  • Guilherme Gondin

    Cara, ganhou meu dinheiro, quero muito “jogar” isso XD