Isso não é grande surpresa para quem acompanha a lista de lançamentos do PS Vita, porém a confirmação do fato não deixa de ser chamativa. A Sony disse não estar mais desenvolvendo jogos internamente para o seu portátil, relegando o aparelho apenas a estúdios terceiros. “Já que as third parties estão trabalhando duro com o PS Vita, a estratégia da Sony Computer Entertainment é focar no PlayStation 4, que é uma nova plataforma,” disse Masayasu Ito, vice-presidente da SCE ao 4Gamer (e traduzido pelo DualShockers).

Isso não significa de maneira nenhuma que o Vita está sem jogos. Além das produções de estúdios fora da Sony (que, justo, são largamente japoneses e de nicho), o portátil recebe corriqueiramente versões de títulos lançados para outras plataformas, especialmente indies. Não é suficiente para muitos, mas alguns estão satisfeitos em usar os aparelhos para isso.

No mesmo artigo, Ito afirma também que a popularidade do PS Vita melhorou desde o seu lançamento. “A situação está mudando e a popularidade com pessoas mais jovens está aumentando. Minecraft: PS Vita Edition providenciou um impulso.” Ele também menciona o lançamento de novas cores para o portátil, algo que foi confirmado apenas para o Japão.

Não é a primeira vez que a Sony reconhece que o dispositivo não é a coisa mais popular do mundo. Recentemente, Shuhei Yoshida, presidente da Sony Computer Entertainment Worldwide Studios, disse que o clima atual não é benéfico para um sucessor do Vita. O provável é que o aparelho permaneça assim até o fim de sua vida: com um catálogo de jogos indie, RPGs japoneses e títulos de anime que não apelam necessariamente a um grande público, mas que um grupo seleto de pessoas aprecia.