Este novo trailer de Uncharted 4 borra a linha que separa videogame de Hollywood

Já vimos algumas sequências impressionantes de gameplay de Uncharted 4, mas é a primeira vez que a Sony libera um trailer focado na trama do jogo. E o que temos é algo que se aproxima tanto de um filme, que às vezes dá até para esquecer que o que é visto naquelas sequências não são atores reais, de carne e osso.

E considerando que tudo que é apresentado roda na engine do próprio jogo (ou seja, nada de sequências pré-renderizadas), o título da Naughty Dog tem tudo para ser uma das maiores conquistas tecnológicas, no que diz respeito ao realismo gráfico nos videogames.

Veja também:
Jogamos o beta do multiplayer de Uncharted 4; assista

O trailer também nos lembra que Uncharted 4 está a apenas dois meses de seu lançamento: 26 de abril. O jogo chega exclusivamente ao PlayStation 4.

Atualização: O vídeo original divulgado pela Naughty Dog na manhã desta terça-feira (24) continha uma concept art de Assassin’s Creed IV: Black Flag, na cena em que Nathan olha para um quadro, em 1:36. A arte foi usada sem autorização, o que fez com que alguns funcionários da Ubisoft se manifestassem no Twitter.

uncharted-assassins

Cena do trailer original

uncharted-assassins-2

Concept art de Assassin’s Creed IV: Black Flag

Após o erro da Naughty Dog ter sido descoberto, o trailer original foi tirado do ar e substituído por um outro duas horas depois, desta vez sem a arte de propriedade da Ubisoft. A Naughty Dog também se desculpou, em um post em seu site.

  • paulocesar

    Esse jogo seria incrível se não tivesse as partes de tirinho besta.. Sério mesmo, a parte “shooter” é muito tosca e ocupa algo como 70% do tempo dos anteriores.

    • El Luchador

      Concordo plenamente.
      Repetitivo as hell.

    • exatamente o mesmo problema de The Last of Us, concordo contigo

    • gusRamos

      Concordo que poderia ter menos tiroteio, é uma chacina desgraçada. Por outro lado, cortar todas as partes que você pode dar uns tiros seria exagero. Acho que o ideal era um equilíbrio entre os tiroteios e quick time events.

      Mas uma coisa que me intriga muito é a quantidade de mortes de “capangas” no jogo. Se eu fosse um Nathan da vida real teria um psicológico bem abalado. O boss final do Uncharted 2 até brinca com esssas mortes todas..

      • paulocesar

        Quick time event nããão haha Não curto muito esses não. Quando eu vi o jogo pela primeira vez achava que era um estilo Tomb Raider, de exploração, resolver puzzles, escalar em cenários incríveis etc.

        Mas para minha surpresa, era 20% escalar cenários incríveis, 10% QTE, 70% tiroteio e chacina de capangas..

        Pior que o próprio Tomb Raider começou a ir por esse caminho recentemente.. É foda :/

    • Felipe de Albuquerque

      Discordo bastante. As partes de ação são muito divertidas na minha humilde opinião.

  • Gabriel Raposo

    Não sei se consigo me animar pra uma história batida que nem essa
    Se tiver uma cena foda como o navio do 3, pensarei em comprar

  • Caio Cacholas

    Right in the feels bro…

  • El Luchador

    EITCHA LELÊ!

  • essa vibe de aposentadoria me da uma perguiçaaa…..

  • O que eu tenho achado de mais curioso é que existe sim um realismo gráfico enorme nos personagens, rostos etc, mas de alguma forma eles conseguiram manter o estilo/arte meio cartoonesca que Uncharted sempre teve. Era pra ser algo contraditório, mas não é nesse caso.

  • Márcio Barbosa

    Essa matéria é do Henrique mesmo? =X

  • Die6o

    Essa imagem no quadro foi o mais perto que “Assassin’s Creed” chegou de um bom jogo.