taboferecido2A Nintendo tem mostrado bastante de seu novo The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Além de um trailer, a companhia demonstrou horas de gameplay em um evento especial realizado pela Nintendo Treehouse, transmitido ao vivo.

Reunimos as principais informações sobre suas mecânicas nos tópicos abaixo e criamos GIFs para ilustrá-los. Uma coisa que fica clara é que este Zelda é uma grande evolução em relação aos jogos anteriores da franquia e possui uma enorme influência de RPGs ocidentais e jogos ao estilo survival. Veja:

Link precisa coletar recursos pelos cenários, que ele pode usar como arma, comer (para recuperar vida) ou construir novos itens.

 

Link pode escalar livremente diferentes tipos de superfície. Similar a Shadow of the Colossus, o herói agora possui um medidor de vigor que indica o tempo que ele tem até se soltar de paredes e rochedos.

 

A temperatura do mundo varia, exigindo que Link se proteja do frio e do calor.

 

Veja também: Nintendo explica por que The Legend of Zelda: Breath of the Wild não tem uma protagonista mulher

O vento é capaz de espalhar fogo pelo cenário. Como os objetos possuem propriedades físicas, é possível causar grandes incêndios desta forma.

 

O jogo é regido por um sistema de passagem de tempo.

 

O mundo do jogo é IMENSO. O mapa da versão mostrada na E3 (que corresponde à área iluminada) é apenas uma pequena parcela do cenário que estará disponível no jogo final.

 

As armas possuem diferentes características e, além de possuírem status numéricos, se desgastam e quebram após algum tempo de uso.

 

Vestimentas e armaduras também possuem atributos numéricos. Além disso, mudam o visual de Link quando equipadas.

 

Link faz uso do Sheikah Slate, um dispositivo feito de uma tecnologia misteriosa que se assemelha a um tablet. Com ele é possível ativar mecanismos, acessar o mapa, marcar locações e áreas de interesse etc.

 

Existem mais de 100 santuários espalhados pelo mundo do jogo.

 

Cada santuário guarda um spirit orb, que podem ser usados para comprar itens e outras funções. O paraglider, por exemplo, custa quatro spirit orbs.

 

Tudo é regido por física, o que permite diferentes abordagens em combates e quebra-cabeças.

 

Há um imã que permite manipular objetos metálicos de diferentes tamanhos e peso à distância pelos cenários.

 

É preciso gerenciar seu inventário, pois há limites de armas a serem carregadas

 

Há muitos barris explosivos <3

 

Alguns ataques funcionam em câmera lenta

 

The Legend of Zelda: Breath of the Wild está previsto para chegar ao Wii U e NX em 2017.

Abaixo você pode ver o trailer oficial e as transmissões realizadas nesta terça-feira (14) até o momento pela Nintendo Treehouse, em partes:

  • Esse Zelda tá maravilhoso. Tem potencial pra ser o melhor Zelda de todos da franquia! ♥

  • Vinicius Siviero

    Onde é que eu vou jogar?

  • kamycaze

    vou ser aquele babaca, mas to com medo de tanta mudança .

  • André Luz

    caralho esse zelda parece incrivel demais, to com muita vontade de jogar

  • Maicon Barbosa Ramos

    Todos os games dessa geração, se preparem. O seu Rei está chegando. =p

    Obrigado Nintendo, obrigado.

  • Para mim, o único problema desse Zelda até agora é que só vou poder jogá-lo no ano que vem. 😛

    Só uma coisinha, a barra de vigor já existia em Skyward Sword, então não chega a ser algo novo.

  • Willian De Souza Vieira

    tá incrivel mas eu queria ver mais, tipo lugares como as vilas, os personagens delas estou muito curioso pra saber do que se trata a história dessa vez e como é o estilo das quests ou se tem quests,

    • André Rossi

      Também senti falta de umas vilas aí.

      • Heitor De Paola

        Eles disseram que a demo da E3 está propositadamente sem cidades e vilas porque não querem falar nem mostrar nada de história por enquanto.

  • FHC

    Esse Dark Souls vai ter fat roll também?

  • rodrigo

    você sabe o que fazer né Rique? um Henrique Swords ou um Teixeira Wild

  • Paulo Henrique

    Se sair para o NX eu compro.

  • Manoel Ricardo

    Rique, você esqueceu do MELHOR gif/feat do jogo: http://i.imgur.com/a49KQ0O.gif

    • Wemerson Silva

      e ainda da pra usar o arco-e-flecha esquiando no shield…esse game mds

  • Tá permitido chorar de alegria e emoção? Puta merda, que incrível esse jogo.

  • Leandro Dantas

    Sobre o “medidor de vigor”, o mesmo já existia no Zelda Skyward Sword, embora basicamente usado para momentos de exaustão como correr, nadar submerso e afins. Basicamente, só estão aplicando ele para mais uma situação: “Escalar em superfície não plana” (sem escadas, por exemplo).

    E a Gif do Manoel, com ele esquiando, é algo que já foi usado em Zelda’s anteriores, e estou muito feliz por terem aprimorado. Era mais divertido que muita dungeon do jogo.