oferecido2South Partk Stick of Truth foi um jogo bem legal e, diante de sua boa recepção, seria compreensível que sua continuação, South Park: The Fractured But Whole, seguisse os mesmos caminhos já trilhados. No entanto, de acordo com o que vimos na coletiva da Ubisoft na E3 2016, em vez de jogar no seguro o novo título de South Park está trazendo mudanças interessantes.

A mais chamativa é o sistema de combate. Enquanto Stick of Truth se baseava nos combates de RPGs clássicos, com combates por turnos, The Fractured But Whole tem confrontos com elementos de estratégia, cujo posicionamento de seus personagens pode ser alterado e terá função importante. E sim, a flatulência de nosso protagonista, a criança nova apelidada de “douche bag” por Cartman, continua sendo uma arma potente, capaz de alterar o próprio tempo.

A premissa também é bastante cativante. Os garotos de South Park estão agora interessados em super-heróis e, por conta disso, o universo de fantasia anterior é anulado e toda popularidade que angariamos é perdida. Nosso personagem tem de criar uma persona heroica para se encaixar nos planos de Cartman, que deseja criar um universo cinemático para as figuras. No entanto, uma briga surge logo no início e o grupo se divide, criando uma guerra civil na primeira fase dos planos (ela deveria aparecer apenas na terceira!). Os trailers fazem bastante piada com a Marvel e DC.

Aqueles que adquirirem South Park: The Fractured But Whole em sua pré-venda (e até 31 de março do ano que vem) ganharão uma cópia de The Stick of Truth para PlayStation 4, PC ou Xbox One.