O NX de fato será um portátil com capacidade de transmitir suas imagens a TVs, como circulado anteriormente, além de seus jogos virem em cartuchos. É isso que os mais novos rumores, conseguidos pelo Eurogamer, apontam sobre o próximo aparelho da Nintendo.

De acordo com o site, uma série de fontes afirmaram que dois controles removíveis podem ser ligados às laterais da tela do NX. Quando próximo a uma televisão que você deseja usar, bastaria ligar o dispositivo a ela e conectar os controles para transformá-lo em algo mais próximo do que tradicionalmente entendemos como console. Aparentemente, há uma base específica na qual o NX é encaixado para transmitir imagens a televisores.

Leia também:
– Jogamos: The Legend of Zelda: Breath of the Wild traz novo fôlego à franquia
– E3 2016: Ilustramos com GIFs tudo que há de mais legal em The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Junto disso, as fontes do Eurogamer também disseram que os jogos físicos virão em cartuchos, sendo que há uma recomendação por parte da Nintendo de que eles tenham um tamanho de 32GB. Atualmente há uma boa quantidade de jogos – ou ao menos aqueles que costumeiramente são chamados de AAA – que são maiores do que isso, apesar de obviamente haver exceções. O aguardado No Man’s Sky tem 6GB de tamanho. Além disso, é sempre interessante lembrar que hoje em dia um simples Jpeg de um título de NES tem possivelmente um tamanho maior do que o jogo em si, então é difícil tomar essa recomendação de 32GB como algum indicativo concreto.

The Leged of Zelda: Breath of the Wild

Breath of the Wild é um dos poucos jogos confirmados para o NX.

Ainda segundo as pessoas que conversaram com o Eurogamer, houve um momento em que a Nintendo considerou um console que não tivesse entradas físicas para cartuchos ou leitores de discos, possibilitando apenas o download de títulos. No entanto, ela parece ter mudado de ideia.

O site também obteve informações de que o NX teria um sistema operacional próprio (rumores anteriores falavam de um sistema baseado em Android) e de que, por conta de sua arquitetura, ele não teria retrocompatibilidade com outros aparelhos. Finalmente, o dispositivo faria uso do processador mobile Tegra, da Nvidia. Isso condiz com o que foi ouvido pela Eurogamer em relação à paridade entre o NX e outros consoles, no sentido de que, tal qual com o Wii e Wii U, a Nintendo não almeja competir graficamente com os outros videogames do mercado.

Por último, existem planos de que em setembro deste ano ocorrerá o anúncio, algo que também bate com rumores que ouvimos anteriormente.

Provavelmente a maior novidade do que foi obtido pela Eurogamer é o uso de cartuchos, apesar de que uma menção a isso havia sido notada no passada. No geral, estamos vendo uma maior corroboração às ideias que já apareceram anteriormente, especialmente em relação à natureza tanto portátil quanto console do NX. Dada a possibilidade de controles que são ligados ao dispositivo, a impressão passada é a de que ele está levando em frente o conceito do Wii U, que acabou por ficar perdido entre dois mundos.

 

  • Lionel Novaes de Freitas

    Espero que seja algo nessa linha mesmo. Se o Wii U já fosse dessa forma talvez tivesse embalado mais vendas. Só não gosto da falta de retrocompatibilidade. A Nintendo tem as melhores IPs do mercado de jogos e Pokémon Go prova isso….imagine um console que pudesse rodar toda a biblioteca de jogos da marca….

    • André Luz

      Talvez não tenha retrocompatibilidade, mas tenha um serviço online melhor que a e shop do 3DS e wii u, o que eu mais gostaria que o NX tivesse fosse uma loja unica onde nos pudêssemos adquirir os jogos desde nes até sei la GC.

  • El Luchador

    Não sei direito o que pensar, só sei que espero que seja bom porque gostaria de comprá-lo.
    NINTENDO, ME AJUDA!

  • rodrigo

    tá, vamos lá. o Shield tablet usa um Tegra K1, custa 200 dolares e em modo full power ele tinha autonomia de 3 horas, o Shield 2, que é um set-on-box, custa 300 dolares e tem um Tegra X1, ficando o mesmo ligado direto na tomada, a Nvidia ao ser questionada sobre sair do mercado de consoles, ela tinha dito que não valia a pena desenvolver pois o produto final ( o processador e a gpu) teria de ser vendida muito barato, dado que é comprado em lotes, sabemos que o chip tegra é carissimo, mais caro do que os processadores que equipam os consoles atuais, e um pouco mais fraco. Supondo que, a Nvidia disse que iria retirar o Tegra do mercado de produtos finais com sua própria marca, a Nintendo tenha usado o design básico sem customizar, este chip é o mesmo usado no painel automotivo Tesla e do Audi A4, este console passará dos 500 dólares fácil, e se usar o Tegra no portátil, ele não teria uma grande autonomia

  • rodrigo

    Só que a pergunta é, a Nintendo vai permitir que Pokemon seja jogado na Tv? todos os jogos serão para portátil e console? jogos portáteis tem features para partidas rapidas, consoles não, as mecânicas são feitas para manter você o maximo de tempo possivel..