Rad Rodgers quer trazer de volta a essência dos jogos de plataforma para PC dos anos 90

Se você jogava jogos em computadores nos anos 1990, certamente teve contato com Commander Keen e Jazz Jackrabbit. A Interceptor Entertainment, proprietária da 3D Realms e responsável pelo remake de Rise of the Triad, está criando Rad Rodgers inspirada nesses clássicos, buscando arrecadar US$ 50 mil em uma campanha no Kickstarter. O próprio fundador da Apogee e 3D Realms, Scott Miller, aparece no vídeo da campanha.

O jogo traz como protagonista um garotinho de 12 anos, Rad Rodgers, que é sugado para dentro de sua TV juntamente com seu console antigo falante, Dusty, relativamente parecido com um NES.

A ação remete a jogos de plataforma da Apogee de 25 anos atrás, não apenas em suas mecânicas, mas em tom e estilo. Naquela época, jogos para PC não seguiam os mesmos padrões de qualidade ou classificação etária impostos pelas fabricantes de consoles, o que permitia os desenvolvedores incluirem violência e linguagem sugestiva em títulos aparentemente infantis.

Veja também:
– Mini-Mini-Doc: A História da 3D Realms
Relembramos alguns clássicos da Apogee em 3D Realms Anthology

Rad Rodgers segue essa fórmula, com um certo grau de violência e piadinhas de humor negro ou cunho sexual, algo na mesma linha da animação Festa da Salsicha, que estreia no Brasil em 6 de outubro. Dusty, adequadamente dublado por Jon St John (conhecido por dar voz ao machão Duke Nukem) é um dos principais responsáveis pelo humor sórdido do título.

A ação se estende à quebra da quarta parede, com Dusty sendo capaz de acessar um mundo paralelo que guarda o código do jogo, que rege as regras do mundo de Rad. Assim, quando um glitch é encontrado, é preciso alternar o controle entre os personagens, para que Dusty possa consertar o problema do jogo.

Previsto para ser lançado em diferentes episódios, tal como os títulos antigos da Apogee, a primeira parte de Rad Rodgers está marcada para chegar em fevereiro de 2017, para PC