Lançado originalmente em 1988, o console de 16-bit da Sega está sendo relançado pela Tectoy, com seu design original japonês e com suporte a cartuchos. Contudo, não se trata do mesmo aparelho.

A nova versão possui uma entrada para cartão micro SD, localizada na parte traseira do console. Os 22 jogos “na memória” estão, na verdade, em um cartão fornecido junto com o Mega Drive. Segundo a Tectoy, “tecnicamente é possível se adicionar [sic] conteúdos a este cartão, sendo, contudo, responsabilidade do consumidor os testes de compatibilidade assim como as licenças necessárias.”

O FAQ do site da Tectoy também afirma que a nova versão do console usa componentes “similares” ao original, uma vez que eles não são mais fabricados. Isso significa que o áudio reproduzido não será idêntico ao do Mega Drive fabricado nos anos 1990.

O console possui entrada para cartuchos, mas a Tectoy não garante o funcionamento de todos eles. “Alguns cartuchos podem não funcionar por causa das diferenças em relação ao hardware e software originais”, diz o site. Cartuchos com chips especiais, como o Virtua Racing e Sonic & Knuckles são incompatíveis.

O console, que não tem saída HDMI, acompanha cabo RCA (vídeo composto) e um controle clássico de três botões.

O novo Mega Drive chega em junho de 2017 custando R$ 449. Na pré-venda, disponível na loja da Tectoy, o console sai por R$ 399, um desconto de R$ 50.

A companhia escolheu relançar seu produto mais bem sucedido dos anos 1990 como forma de comemorar seu 30º aniversário.

Veja a lista de jogos que estão inclusos no cartão micro SD:

  1. Alex Kidd
  2. Alien Storm
  3. Altered Beast
  4. Arrow Flash
  5. Bonanza Brothers
  6. Columns
  7. Decap Attack
  8. E-Swat
  9. Fatal Labyrinth
  10. Flicky
  11. Gain Ground
  12. Golden Axe
  13. Golden Axe 3
  14. Jewel Master
  15. Kid Chameleon
  16. Last Battle
  17. Out Runners
  18. Sega Soccer
  19. Shadow Dancer
  20. Shinobi 3
  21. Sonic 3
  22. Turbo Outrun
  • To me segurando pra não comprar, mas provavelmente vou acabar comprando. Ele parece mto bonito, e sempre quis ter um mega drive (na infancia sempre joguei na casa dos meus amigos), o fato dele aceitar cartuchos e cartões SD deixam ele (pra mim) muito melhor que o NES Classic, apesar do tratamento visual do NES parece ser bem melhor. O que me deixa um pouco triste é que a data é só pra junho de 2017 🙁

  • Convidado

    Vou segurar a nostalgia e esperar o preço baixar além de fotos reais do produto

  • Nix

    Blast Processing continua caro hein…

  • Guilherme Garcia

    Então o fato de ter cartão SD é pq roda “qualquer” ROM ne

    • Carlos Pacheco

      Eu acho que não. No FAQ, a Tectoy diz que games especiais, por exmplo, o Viruta Racing, não iriam funcionar como cartucho. Seguindo a lógica, o hardware não reproduzirá a ROM do SD. Más, há sim a possibilidade de executar outros jogos, desde que você tenha a licença de uso dele, que cá entre nós, não faz a menor diferença.

      Sou suspeito a dizer que o DUMP das ROMS que a Tectoy está utilizando é do Parad0x hahahahahahaha

  • Carlos Pacheco

    Particularmente, acho uma falta de respeito da Tectoy. É um console muito caro para o que ele realmente oferece, e entre linhas, pró-pirataria. Não entendo como a SEGA permitiu essa gambiarra com o cartão SD.

    Enfim, a Tectoy é uma empresa malandrona mesmo, empurra “retro games” em gente que se contenta com pouco. Também, com seu passado obscuro, me lembro do Duke Nukem que eles fizeram para o MD, malditas licenças de “mal uso”…

  • Alex Alves

    Em relação a pirataria, é interessante frisar que a Sega lançou coletâneas de jogos do Mega Drive e do Master System na Steam e em consoles novos e antigos, que podem ser adquiridas de forma legal.
    A questão é que há uma série de jogos que não foram produzidos/distribuídos pela Sega, e que não foram relançados em plataformas recentes. Um console com uma entrada para SD é uma boa saída para esses casos.
    Na maioria dos casos, realmente não deixa de ser pirataria. Mas eu tenho uma fita do Winter Olympics: Lillehammer ’94 que não funciona mais, e acho que não foi lançada em outras plataformas.

  • Alex Alves

    Não ter uma entrada HDMI ou, pelo menos, vídeo componente, foi um erro. Vídeo composto tem uma qualidade de saída terrível, se não se usar com um bom upscaler.

    • Jhonatan

      Sem contar que fica horivel o ps2 ja fica imagine o mega mas o sd ganhou pontos porem o áudio é ruin eu tenho o portatil e odiei o áudio mas mega é mega e vou comprar mas ainda prefiro o controle 6 Butoes

  • El Luchador

    É só o fator estético e nostálgico mesmo.
    Por isso é difícil dizer se “vale ou não”, porque é algo pessoal.

    Se for levar para a parte técnica e usabilidade, é melhor comprar um rapsberry pi epor esse preço e ter emulador de master, mega, nes, snes e etc., e ainda jogar usando o dualshock 4.

    Mas enfim, assim como o Mini-Nes, quem vai comprar não é esse público.

  • Alex Wiedermann

    Se a Tectoy coloca ROMS no cartão, isto não caracteriza pirataria?
    Se eu baixar uma ROM hoje é pirataria (caso não tenha o cartucho), mas se eu usar a ROM que ta neste cartão de memoria é o que?

    • Muito provavelmente eles tem a licença de distribuição né. Você esta comprando junto com o console.

  • Não vejo motivos para um lançamento destes, não ter uma saída HDMI, ter uma placa com itens similares freando a possibilidade de jogar games com uma qualidade legal do console.
    Será que Pier Solar roda?!, eu creio que não kkk.., pensei em jogar meu Mega no lixo para comprar este novo, porem vai compensar arrumar o que eu tenho, isso já da uma base de que periféricos como Sega CD e 32X não funcionem nele.
    Passando longe!…

  • Igor Otávio

    Me lembro de quando a Tectoy lançou o Master System azul, todo mundo reclamava (Não dá para ao menos colocar entrada de cartucho? Agora lançam um MD com praticamente tudo que o MD antigamente tinha (eu disse quase tudo) e reclamam. Querem a Porcaria de um HDMI sendo que não vai melhor nada! Se a Tecto tivesse colocado a porcaria do HDMI iriam aparecem um monte de reclamações dizendo que não é o original. Cara ta dificil agradar. Não quer não compra!

    Eu comprei, porque quando lançou no passado, meus pais eram pobres demais para comprar. Poder ter um MD que é o videogame que eu adoro e que sempre joguei na casa de vizinhos porque eu não tinha. Sério demorou mais de 20 anos, mas acho que vou realizar o meu sonho!

    Eu tenho 2 MD que comprei de outras pessoa, mas sério, poder eu tirar da caixa o Meu MD, supera qualquer coisa. Sem contar que o Hardware não é emulado, e sim um Hardware, mesmo que não o mesmo original, já ta bom! Estou extremamente feliz! Eu e minha filha de 5 anos vamos tirar um MD da caixa, ligar na TV e jogar! Juntos!

    To feliz e contente.

    • William Peres Ferreira Lopes

      Parabéns pela resposta. Penso igual a vc. Só sabem reclamar! Eu tive um megadrive e precisei vender. Comprei esse novo agora e é um prazer poder tirar da caixa e toda essa nostalgia.