Na época do lançamento de Overwatch, Bastion era de longe o herói que todos mais amavam odiar. No entanto, não demorou muito para que jogadores entendessem como contra-atacar as habilidades do robô – em especial sua efetividade quando ele entra no modo turreta – e, desde então, elenão só não foi mais considerado um grande problema como para muitos deixou de ser uma escolha particularmente. Isso, porém, está prestes a mudar.

Mudanças consideráveis ao personagem estão sendo avaliadas nos servidores públicos de teste de Overwatch (disponíveis apenas na versão de PC) e com elas o robô ganhou um upgrade considerável. De maneira geral, ele agora é mais ágil no uso de suas habilidades e elas são mais úteis.

Primeiramente, agora será um pouco mais rápido transformar Bastion em uma turreta. O tempo necessário para isso, antes, era de 1,5 segundo, e agora será de 1 segundo. Junto disso, nessa forma ele recebe 35% menos dano (algo que ocorre quando ele vira um tanque também) e é capaz de disparar 300 balas sem ter de recarregar (antes ele podia disparar 200). Para contrabalancear isso, nessa forma o herói não poderá mais causar dano crítico, o “espalhamento” das balas foi aumentado em 50% e essa característica já estará no máximo desde o primeiro disparo (em vez de ir aumentando progressivamente quanto mais tempo o gatilho é pressionado).

O objetivo disso é fazer com que o modo turreta tenha especificamente uma efetividade boa contra tanques e barreiras, mas sem torná-lo poderoso demais em todas as outras situações. Essa troca fica mais evidente com o fato de que em seu modo Recon, o espalhamento das balas foi diminuído em 25% (fazendo os ataques serem mais precisos) e a capacidade de armazenamento de balas de cad pente foi de 20 para 25.

Além disso, o auto-reparo do robô pode agora ser usado enquanto ele se move, seu uso é baseado em um medidor que recarrega quando a habilidade não está ativada e ela não é mais interrompida quando Bastion é atacado. Isso não só deve deixar o poder mais útil (afinal, podemos agora gerenciá-lo de maneira mais estratégica) como possivelmente tornará o personagem mais capaz de entrar em posições nas quais sua turreta, voltada à destruição de tanques, será efetiva.

Isso tudo, é claro, ainda está em teste. É sempre possível que, com o uso contínuo, a comunidade e a Blizzard venham a perceber que Bastion está agora forte demais, sendo necessário reduzir algumas dessas novas capacidades. Seja como for, quem sabe agora o personagem volte a ser, positivamente, uma dor de cabeça para o time oponente em batalhas acirradas.

Curta “The Last Bastion” mostra um pouco do passado do robô de Overwatch

  • Vitor Calfa

    A, que porqueira, estava achando que era o jogo da Big Giant Games que ia receber campanha DLC ou coisa do tipo. =z Magoou.

    • hhahahaha pensei a mesma coisa… MAS, jogo Overwatch também e isso é muito bom

  • El Luchador

    Bastion e Torb no ataque.

    🙁