Pela primeira vez, desde a sua estreia, a série Skylanders não terá um novo jogo anual nos consoles. A informação veio da própria Activision, e uma chamada aos investidores.

O sexto título da franquia, Skylanders Imaginators, foi lançado em outubro do ano passado, sendo sua principal novidade uma ferramenta que permitia que os jogadores personalizassem os Skylanders dentro do jogo.

Dito isso, 2017 não estará completamente ausente de Skylanders. Imaginators ganhará uma versão para o Nintendo Switch, disponível na estreia do console no dia 3 de março, e há um outro título em desenvolvimento para plataformas mobile. Este, no entanto, ainda não tem uma data exata para chegar às lojas. Apesar desse sinal não muito positivo, a franquia como um todo parece ter força em suas outras encarnações. Uma série animada de Skylanders está para ganhar uma segunda e terceira temporada no Netflix, apontando a existência de interesse por parte do público.

De qualquer maneira, isso é um alarme para o gênero toys-to-life, que não tem mais a mesma força que tinha há alguns anos. A maior vítima na queda desse mercado específico foi Disney Infinity, cuja linha como um todo foi cancelada em maio do ano passado, fazendo com que estúdios fechassem suas portas no processo.

Sem Skylanders, o ano de 2017 será um tanto vazio para a Activision. Sem levar em conta as produções da Blizzard, a empresa terá apenas um novo Call of Duty e Destiny 2 neste ano.

Nessa mesma chamada aos investidores, a empresa falou abertamente estar decepcionada com a recepção de Call of Duty: Infinite Warfare. Eric Hirshberg, o CEO da Activision, afirmou que a ambientação espacial não funcionou para os jogadores e que o próximo jogo voltará a um território mais tradicional.

Pouco após o término da chamada, o Kotaku relatou que cerca de 5% da força de trabalho da Activision Publishing foi demitida. Isso inclui pessoas da Infinity Ward, Beenox e Treyarch.