THQ Nordic anuncia Darksiders III para 2018

Após a Amazon vazar a existência de um Darksiders III, a THQ Nordic confirmou o desenvolvimento do jogo, com lançamento previsto para 2018. Um trailer em CG foi divulgado pela IGN. Versões para PC, Xbox One e PlayStation 4 foram confirmadas.

Segundo a página do título no Steam, Darksiders III é um “um jogo de ação e aventura hack-n-slash em que os jogadores assumem o papel de Fúria em sua jornada para caçar e destruir os Sete Pecados Capitais. A mais imprevisível e enigmática dos Quatro Cavaleiros, Fúria deve ter sucesso onde muitos falharam — em trazer de volta o equilíbrio entre as forças que agora devastam a Terra.”

O terceiro episódio da série está sendo desenvolvido pela Gunfire Games, estúdio fundado por ex-desenvolvedores da Vigil Games, que por sua vez criou Darksiders. Ou seja, o jogo está em boas mãos.

O último trabalho da Gunfire foi Chronos, um jogo de aventura e RPG para VR. Antes disso, o estúdio foi responsável por Darksiders II: Deathinitive Edition, a versão remasterizada do segundo jogo da série.

  • El Luchador

    Quando joguei o primeiro, na época do seu lançamento, gostei bastante, mas acho que me saturou.
    Fui tentar jogar o segundo e joguei por duas horas, apenas.
    Acho que, na real, saturei de hack n’ slashes de modo geral. Sei lá.
    Mas espero que seja um jogo bom.

    • Luis Otávio Bittencourt

      Concordo com a saturação do gênero hack and slash mas, ao mesmo tempo, conto com os roteiristas para me prender à história do jogo. Para mim, é o caso dos Bayonetas e do DMC.
      Apesar de considerar a temática dos antecessores infantis, ainda acho a ambientação muito “daora”. Estou muito ansioso para ver o resultado deste projeto.

  • Eduardo

    Essa personagem está com um design muito feio, me parece destoante dos outros protagonistas. E cara, porque tem que colocar personagem feminina com um salto gigante? Quem consegue lutar com uma coisa dessa.

    • Rodolfo

      O salto ainda é o que menos me incomoda nela. Acho apenas que ela ficou meio… sem sal comparado aos protagonistas dos outros dois. A roupagem do trailer também não me lembrou tanto o que tinhamos visto nos anteriores e aquela estética de quadrinhos dos anos 90.