A conferência da Bethesda foi mais uma espécie de Nintendo Direct do que uma coletiva de imprensa. Pete Hines, vice presidente da companhia, fez uma breve introdução, para logo em seguida deixar o palco e um vídeo tomar conta de todo o evento.

A Bethesda quer nos lembrar que The Elders Scrolls possui uma forte comunidade

The Elder Scrolls foi a franquia que mais recebeu atenção, na forma de trailers que apenas reforçam a relação da Bethesda com a comunidade em torno dos jogos. A versão de Skyrim para Switch deu as caras, e suas funções inéditas vão além dos comandos de movimento: o jogo terá suporte a amiibos, que destravará no jogo equipamentos e itens de The Legend of Zelda. Seu lançamento está previsto para o final de 2017.

Fallout 4 e Doom em realidade virtual

A já sabida versão de Fallout 4 para HTC Vive será lançada em outubro e, como mostra seu trailer, não é apenas uma adaptação reduzida do jogo original. A experiência que já conhecemos do jogo de 2015 está inteiramente lá, com a diferença que agora interagimos com suas armas e objetos usando as mãos, literalmente.

Já Doom VFR se afasta um pouco da versão já conhecida, com movimentação baseada em teleporte. Seu lançamento está previsto para 2018, não apenas para HTC Vive mas também para PlayStation VR.

Creation Club é um mercado de mods… pagos

Um anúncio meio polêmico foi o Creation Club, um mercado de conteúdos criados pelos usuários para Skyrim e Fallout 4, que poderão ser vendidos e comprados usando dinheiro real. A plataforma estará disponível no PC, PS4 e Xbox One já no meio do ano.

A Bethesda diz que isso é diferente de mods pagos, que a Valve tentou implementar no Steam e falhou. “Mods permanecerão um sistema aberto e gratuito para qualquer um criar e compartilhar o que eles quiserem”, afirma o site da plataforma. “Também não permitiremos que nenhum mod existente seja adaptado ao Creation Club, ele precisa ser um conteúdo inteiramente original.”

A companhia quer que o Creation Club seja uma versão “mais limpa” do Steam Workshop, com conteúdo aprovado, passado por curadoria, polido e testado. “Isso também garante que todo conteúdo funcione junto”, afirma a companhia.

A comunidade de criadores de Skyrim e Fallout 4, contudo, parece ainda rejeitar a ideia, como indica a aprovação negativa da esmagadora maioria do público no trailer da plataforma.

Dishonored terá um novo episódio standalone

Previsto para o dia 15 de setembro, o Dishonored: Death of the Outsider é um episódio extra na história de Dishonored, que unirá o primeiro e o segundo jogo. Nele incorporaremos Billie Lurk, aprendiz de Daud, assassino da imperatriz Kalwin.

O trailer, focado na trama, não traz nenhum detalhe sobre sua jogabilidade.

O jogo será lançado tanto em formato físico quanto digital, por US$ 29,99.

The Evil Within 2 dá continuidade ao pesadelo

Como já era previsto, a continuação de The Evil Within deu as caras na forma de um trailer longo bem confuso, que deixa claro o clima surreal e tenebroso do título. Ele será lançado para PC, PS4 e Xbox One em na sexta-feira 13 de outubro.

Wolfenstein II: The New Colossus se foca em um EUA dominado por nazistas

A continuação do reboot de Wolfenstein também era esperada, e apareceu no finalzinho da conferência da Bethesda. O trailer gigantesco, de 8 minutos e meio, mistura sequências live-action, cutscenes e trechos de gameplay, expandindo a ideia assustadora de uma realidade alternativa na qual o movimento nazista venceu a Segunda Guerra Mundial e se alastrou pelo mundo.

Dando continuidade aos eventos de The New Order, novamente controlamos BJ Blazkowicz litando contra o regime totalitário ao lado de um grupo militante de resistência. A trama se passa em 1961, entre Rosswell, Novo México, New Orleans e Nova York.

Wolfenstein II: The New Colossus chega ao PC, PS4 e Xbox One em 27 de outubro.