Lançado no início de maio deste ano, TumbleSeed não encontrou o sucesso comercial esperado por seus desenvolvedores. Quem diz isso é Greg Wohlwend, um dos criadores do jogo, em um postmortem escrito em que ele fala francamente sobre os problemas notados após à chegada do título às lojas virtuais e a fraca recepção dele.

Wohlwend passa por uma série de pontos em seu texto, indo de como TumbleSeed foi analisado por críticos a como o que foi dito por eles batia com o sentimento geral do público que o jogou e, eventualmente, tecendo uma análise mais fria do que havia no design de sua criação para que tantos chegassem ao mesmo comentário: o jogo era difícil demais.

“Parece que a maioria dos jogadores concorda com os críticos. TumbleSeed é ‘difícil demais’,” diz Wohlwend. “E eles estão certos. Ou, melhor, este é um ponto válido. Apesar de manter firme que a fundação de TumbleSeed não é defeituosa ao ponto de ruína, o TumbleSeed que nós lançamos n dia 2 de maio é problemático.”

Com base em alguns dados que ninguém fora os desenvolvedores tinha, foi possível ver que a maior parte dos jogadores não passou de áreas iniciais do jogo. O desafio principal, diante disso, era entender como as mecânicas de TumbleSeed estavam conversando entre si para fazerem com que tantos avançassem tão pouco.

“A razão pela qual faço uma distinção ente a dificuldade de um jogo e sua percepção é porque, depois de ver crítica e público jogarem nosso jogo no decorrer de muitos dias, ficou claro que nós deixamos um buraco em nosso título. Nós sabíamos disso porque essas são as estratégias que ouvíamos da maioria daqueles que estavam com dificuldades:

  • É melhor evitar todos os inimigos
  • Vá o mais rápido possível na Floresta
  • Apenas se foque nos poderes principais, o resto irá machucá-lo

Empregar essas estratégias é como jogar o jogo na maior dificuldade desde o início. Na verdade, essas exatas estratégias são as utilizadas pelos speedrunners de TumbleSeed. Elas apenas funcionam se você consegue terminar o jogo em menos de dez minutos e tem um completo domínio sobre os controles.”

O que o postmortem faz, então, é entender quais aspectos do design levaram tantos e tantos jogadores a agirem desse modo e acharem o título tão difícil ao ponto de desistirem dele e, no processo, desincentivarem outros jogadores de se aventurarem por conta própria.

TumbleSeed

TumbleSeed

dificuldade sentida. Isso por enquanto está disponível apenas na versão de PC, mas deverá chegar aos consoles em breve. O curioso é que, como sempre, tudo é mais claro em retrospectiva. O desenvolvedor comenta em seu texto que amigos e outros que haviam testado TumbleSeed tinham feito comentários sobre a dificuldade, mas no anseio por levarem em frente sua criação essa crítica acabou não sendo ouvida.

Wohlwend não acha que a atualização reverterá a situação de vendas do jogo, que provavelmente não se pagará. O que ele diz, no entanto, é que aprimorar sua criação ao menos traz um sentimento de satisfação.

“É um bom sentimento saber que demos o nosso máximo especialmente na hora em que era mais difícil fazê-lo. Trabalhar nessa atualização funcionou como uma espécie de terapia para todos nós. Nós nos sentimos melhor trabalhando em direção a soluções em vez de nos afogarmos em nossos problemas.

Agora, tendo aberto tudo, eu me sinto bem sobre o ponto em que chegamos. Estou ainda mais orgulhoso de TumbleSeed hoje. E anos no futuro, quando eu pegar meu velho e empoeirado Switch guardado em meu armário para me lembrar disso, eu imagino que estarei orgulho então também.”

O postmortem de Wohlwend tem mais detalhes sobre todo o processo de análise de jogo e é uma ótima leitura se você se interessa por desenvolvimento de jogos.

Leia também:
– A dura história de Poncho traz lições valiosas para desenvolvedores independentes

  • Joguei TumbleSeed no lançamento e de fato achei desnecessariamente difícil — o que foi uma pena, pois gostei demais do visual e mecânicas. Fiquei com a sensação que o jogo estava tentando me punir o tempo todo e as ferramentas disponíveis não eram suficientes para superar razoavelmente os desafios. Voltei ao jogo depois desse update e me pareceu bem mais agradável, talvez agora até tenha ânimo para jogar mais.

    O postmortem é bem interessante e revela coisas curiosas, como o fato deles correrem com o desenvolvimento pra poder lançar logo o jogo no Switch (engraçado eles achando que o jogo faria mais sucesso lá, quando na verdade eu só vejo os jogadores de Switch interessados nos jogos da própria Nintendo).