A Microsoft anunciou nesta semana que o sistema de avatares das plataformas Xbox, lançados originalmente no Xbox 360, serão atualizados. Chamado de Avatar 2.0, ele foi construído em Unity e terá uma maleabilidade muito maior do que o editor antigo tinha.

Um dos benefícios dessa mudança é a possibilidade de maior inclusão. Um exemplo disso é que agora as figuras criadas não precisam mais ter gênero atribuídas a elas, e todos podem usar quaisquer tipos de roupas. No vídeo de demonstração de conceito, também pudemos ver avatares usando próteses, cadeirantes, tipos de corpos diversos e outras coisas mais, como veículos e visores de realidade virtual.

Em uma entrevista que foi ao ar no stream da E3 2017 do Xbox, Kathryn Storm, designer de interatividade da plataforma, afirmou que o sistema foi criado com inclusão em mente. “Nós queremos que as pessoas sintam que elas têm opções infinitas para refletirem que elas realmente são”, disse Storm. Isso foi corroborado por Ryan Saftler, gerente de produtos Xbox. “Avatares são para serem o que você quer que o seu ‘eu’ digital represente. Não queremos colocá-lo em uma caixa.”

O Avatar 2.0 será lançado no segundo semestre deste ano, tanto para as plataformas Xbox quanto para o Windows 10.

  • Rubens Mateus Padoveze

    legal