Após as multidões e filas, conseguimos afirmar categoricamente: Sobrevivemos à BGS 2014!

E não é só isso, trazemos o relato da frente de combate. Passando por Toren, Resident Evil Revelations 2, Bloodborne, Get Over Here e outros assuntos.

Chega mais!

Assine o nosso feed no iTunes ou baixe o MotherChip #06 – BGS 2014 e escute no seu player predileto

Participantes:

Caio Teixeira
Heitor de Paola
Henrique Sampaio

Assuntos abordados:

1m40s – BGS 2014 vs BGS 2013
32m40s – YouTube vs BGS 2014
52m40s – Jogos na BGS 2014: Toren
1h05m – Jogos na BGS 2014: Resident Evil Revelations 2
1h17m – Jogos na BGS 2014: Sunset Overdrive
1h25m – Jogos na BGS 2014: Call of Duty: Advanced Warfare
1h34m – Jogos na BGS 2014: The Order: 1886
1h40m – Jogos na BGS 2014: Get Over Here
1h46m – Jogos na BGS 2014: Bloodborne
1h48m – Jogos na BGS 2014: ScreamRide
1h53m – Jogos na BGS 2014: The Witcher 3
1h58 – Emails

Envie emails com perguntas e sugestões para: motherchip@overloadr.com.br ou para http://ask.fm/motherchip01

  • Adoro a bee fazendo carão.

  • Opa! Programa do busão de amanhã garantido =D

    • Eu to contando as horas aqui para o expediente acabar e eu escutar no busão kkkk

  • Gustavo Garcia De Andrade

    kd dougão kd mulheres (sério, não tem mulher nesses tais podcasts da ~modernidade~!) e kd vocês em outros podcastsssssss

  • Eu tinha certeza que o The Order: 1886 seria criticado por vocês. Novamente, a mania de vocês quererem que todos os jogos sejam revolucionários e tragam algo de diferente. O jogo não pode simplesmente sem um jogo, e você se divertir o jogando?

    • caio_o_teixeira

      Eu que critiquei, Luiz. Mas se você perceber o tom da crítica – e que, inclusive, falo que quero jogar – é muito mais: “beleza, bonito, parece legal, vamos jogar. Próximo”. Por que, exatamente, eu preciso ficar exaltado com algo que eu nem joguei? Por que eu preciso ficar pulando ao ritmo do marketing do jogo sendo que o próprio produtor fala “não estamos fazendo nada de novo”?

      Relaxa, cara. Não é só porque eu não fiquei impressionado que o jogo é uma merda. Ele só não tem nada de novo e nem é o suficiente para me deixar maluco atrás dele. =)

      • matheus

        Eu também não vi nada de novo quando joguei, mas gostei do visual, dos personagens, e plasmem a dublagem estava horrivel, dificil de escutar, mas eu gostei da dublagem, parece coisa de epoca.

      • Fabiano

        The Order é o Resitance do PS4.

    • Fabiano

      Cada um vê de um jeito, cara. Relaxa. Você já viu que o Caio é assim lá na resenha de Destiny, pra quê ficar questionando isso?

  • Guilherme Gondin

    Eu tenho certeza que vi o Henrique por lá, mas não falei com ele, me tira a duvida ai, vocês chegaram a falar com o pessoal do Aritana?

  • To confuso. Sunset Overdrive não é exclusivo Xbox One?

    • Heitor De Paola

      Oi Guilherme, sim, é exclusivo de Xbox One. Nos embaralhamos e dissemos outra coisa no cast?

      • Talvez em algum momento alguém quis dizer Multiplayer e falou Multiplataforma…enfim. Amo vocês mesmo assim. Cometendo erros. Pois somos todos Humanos né? Lacrimejei aqui. PS: Adorei o Henrique na sessão auto-ajuda do final mandando o menino do Acre ir fazer sexo.

  • Thiago ‘Wally’

    Oh seus malucos, o filme é produzido pelo Luciano porque é da ONG que ele fundou. Segura o ataque de pelanca, tá longe de existir um jogo do Felipe Neto. Hahahaha

    • Heitor De Paola

      UFA

  • Guilherme Gondin

    Deixo aqui o vídeo com a coisa mais inesperada da BGD 2014: https://www.youtube.com/watch?v=BhAenQqHUeo#t=39

  • Renan M. Sampaio Motta

    a segurança usou do abuso de poder. Machucaram e cuspiram. Não acompanho o garoto, mas ao ouvi-lo vc percebe o que realmente aconteceu.

    https://www.youtube.com/watch?v=5PHkmWrr4ZM&list=UUnU2EtUW8Z4DxSqXxJ5cMQg

    • Domingos Junior

      Esse vídeo só reforça a opinião dos nosso Overlords. Que foi falha da organização do evento

  • Augusto Schoof

    Para quem não conseguiu baixar no site do ig, ou no torrent, da para baixar o gotr200 no link => http://podflix.com.br/gamesontherocks/games-on-the-rocks-200-o-fim/
    É só “salvar como” na setinha para baixo.

    • Mirella Braga

      Oi Augusto, por um acaso você teria o link do torrent?
      Queria baixar todos os episódios de uma vez, mas não tenho facebook pra poder pegar o link.

      • Augusto Schoof

        Eu também não tenho facebook, então não sei se é esse o link, mas no piratebay já tem um torrent do gotr com todos os episódios lá. Só tá bem lento, porque só tem 1 seeder, aqui vai o link: https://thepiratebay.se/torrent/11000149/Games_on_the_Rocks_Podcast

        • Mirella Braga

          Olha só, encontrei mais alguém no mundo que não tem FB.
          Muito obrigada pelo link, Augusto! 😀

          E, nossa! Não esperava por 17 GB. Haha

  • Victor Domiciano

    Eventos em São Paulo estão passando por um momento conturbado – seja de qual tipo for.

    Na última bienal do livro no Anhembi enfrentei o pior evento que já fui, a começar pela fila do ingresso que partia da bilheteria e ia até a saída do estacionamento do Anhembi – quase 2 horas pra comprar ingresso.

    Dentro dele estava um formigueiro, com estandes mal distribuiídos – deixaram a Rocco e a Record quase lado a lado + com a Sylvia Day autografando livros em outro estande. O resultado é inferno na Terra. Espaço pequeno, apertado, abafado e mal organizado.

    A Panini foi quase 1 hora pra entrar e outra hora na fila do caixa – perdi a paciência e nem fui em outros estandes. A praça de alimentação um hot-dog com pão salsicha e batata 10 reais (catchup e mostarda davam separado em sachê) . Refri 6 e água 5 reais é um assalto.

    Tento até agora comprar no site os ingressos pra exposição do Castelo RáTimBum, mas cada nova leva se esgotam rapidamente – comprar na porta as filas chegam até a 7 horas.

    Depois de todo o estresse no evento decidi não ir para a BGS por já prever o caos – mesmo com o aumento do espaço não quis arriscar e passar raiva já prevendo novos problemas.

    Infelizmente há uma falta de preparo dos organizadores de eventos, muitas vezes não prevendo o aumento de público e acomodações adequadas para todos. Como a BGS do ano passado foi um estrondoso sucesso eles imaginaram “coloca qualquer coisa aí que vai lotar” – e no fim acabou sendo mais fraca.

    Só com a queda de visitantes farão eles repensarem.

    Sobre os Youtubers o Google está com propaganda em toda a cidade promovendo canais de nacionais mais famosos – Porta dos Fundos, Manual do Mundo, etc – no próximo evento a BGS poderia tentar uma parceria com o próprio Google e montar uma estrutura com os Youtubers de games, assim teria melhores condições para todos.

  • Darth Paul Poor Traaais

    Falta de organização: check. Público acima do esperado: check. Batalha de egos “internéticos”: check. Ganância exacerbada dos organizadores: check. São Paulo sem água: check.

    Uma receita de sucesso! Só que não. Curioso foi o Heitor falando pra não colocarem “todos no mesmo saco” e logo depois o Caio externando sua teoria de como o seguranças são ignorantes por serem mal pagos (ou o contrário). Hey, sei que o Caio tem a opinião dele e temos que respeitar, mesmo discordando. Mas pra mim, que trabalho com segurança privada (e jamais iria para um evento mal organizado pra zelar pela segurança de milhares de pessoas, mesmo que me oferecessem o piso total da categoria!) soou estranho. Abstraí e continuei ouvindo o podcast e foi como sempre: concordei, discordei e achei hilário diversas partes. Culpados pelos problemas? Existem vários que foram sabiamente apontados pelo nosso trio-ternura. Soluções? Várias, que vão desde organização até a extinção do evento. Mas uma coisa ficou óbvia: eventos de games são importantes para quem curte games. Seja quem faz, joga, comenta, etc. Fazer um evento sem que um dos focos principais sejam esse público é como fazer uma exposição de arte e não deixar ninguém que não seja artista entrar.

  • Pingback: ReportGamer | seu relatório diário de games()

  • Igor Navarro Rabelo

    Qual o nome da música do fim?