Neste episódio debatemos a surrealidade de Alejandro Jodorowsky, Better Call Saul e a tristeza de Larica Total.

Escute agora:

Assine o nosso feed ou baixe o Bilheteria #20 – Law & Order do GamerGate e Larica Total e escute no seu player predileto

Participantes:

Caio Teixera
Heitor De Paola
Henrique Sampaio

Assuntos abordados:

12m – Filme: A Dança da Realidade
33m – Série Law & Order SVU (episódio baseado no GamerGate)
59m – Desenho: Gravity Falls
1h08m – Série: Better Call Saul
1h18m – Série: Larica Total
1h31m – Emails

Envie emails com perguntas e sugestões para: bilheteria@overloadr.com.br ou para http://ask.fm/bilheteria

  • Ed Araujo

    opa, finalmente algo pra animar meu feriado!

  • Erick Aragão Pradela

    Sim, a cena que abre o primeiro episódio do Better Call Saul é exatamente retratando a ultima coisa que o Saul disse na sua ultima cena do Breaking Bad. SPOILER — lembrando: ele desisti e diz que a melhor forma que ele poderia se ver agora era sendo gerente de uma sei lá, loja que vende rosquinhas em omaha. primeiro take é uma placa da cidade que ele disse que ele iria e logo mostra ele de gerente da loja. bem bem gilligan

  • Michel Lichand Mendonça

    Não importa o que você acha do GamerGate, esse episódio do Law and Order foi tão mal-pesquisado, estúpido, exagerado- e mais importante completamente genérico- que parecia uma relíquia dos anos 90, quando nínguem sabia o que videogames eram.

  • Maf

    Da pra ver as series da HBO pelo NOW, caso vc assine a NET, eles liberam no dia seguinte ao lançamento no canal, se não me engano.

  • Roberto

    Rique, os moleques zoam o peruzinho do Jodó pq ele é circuncidado

  • Andre Viana

    Por que não estou surpreso de o Henrique não gostar de Larica Total? Cara, é muito bom, aliás, só aprendi a fazer pudim e arroz do jeito certo com ele. O que estragou a série foi a última temporada em que o programa passou a ter 30 minutos em vez dos 15 originais (ela acabou em 2013). Acabou perdendo a dinâmica que tantos os caras lá, quanto a gente, estavamos acostumados, ficando algo meio enrolado. Mas recomendo fortemente também, Teixeirão nunca decepciona! o/

  • SouoMaia .

    Achei meio triste o comentário do Heitor sobre o Trem do Hype e não entrar mais nele afinal não tenho mais 12 anos.
    Karaca, eu sou o tipo do cara que entra e ainda levo gente comigo rsrsr só de pensar que um novo livro, um game, um filme e tantas outras coisas vai ocorrer é muito bom e a graça está nas possibilidades vai ocorrer decepções, vai!, mas é melhor que elas ocorram do que nada ocorrer.
    Quando soube do Homem aranha fiquei felizão o personagem que curto junto de uma produção que provavelmente vai saber trabalhar com ele explorando seus pontos fortes coisa que era mediana nos filmes antigos.
    The Witcher um game que me fez ir atras dos livros e ainda indicar para deus e o mundo e sabendo que o game será muito maior do que o segundo com certeza vai me fazer comprar um console da geração atual.
    Acho que o Hype tá ligado aquilo que vc ama e curte, fico até ligadão hype quando chega o dia do podcast porque sei que as horas ( e que nunca vire minutos) que escuto vcs, sempre serão bem gastos.

  • Antonio Marcelino

    Larica Total acabou, ou melhor, foi cancelado. Mas o último episódio mesmo não sendo um finale é bem do caralho

  • Quanto a pergunta sobre a relação entre investimento e produção artística acho que se tem o melhor exemplo possível quando relacionado a esse Bilheteria: o Jodorowsky abriu um Kickstarter para a produção de seu próxima filme, o Poesía Sin Fin. Vale a pena dar uma olhada! https://www.kickstarter.com/projects/276667448/jodorowskys-new-film-endless-poetrypoesia-sin-fin

  • Leonardo Avila

    Eu venho gostando mais do Bilheteria do q o Motherchip. Esse e o do Trevisan foram demais.

  • Aracy

    Um podcast só de perguntas/respostas cairia muito bem…. Vocês me ajudam mto mesmo eu sem nem perguntar ;P(só com as perguntas alheias)

  • rafafotes

    Discordo veementemente do Caio com relação ao Larica Total ter um quê de tristeza. A essência do programa, como o próprio personagem diz, é a culinária de guerrilha e porque não também a guerrilha do dia a dia. O importante é você acordar de manhã ir pra luta, não importa sua idade, as pessoas ao seu redor ou se as coisas não são como você quer. Com frases simples mas com um conteúdo filosófico, como “O erro é o pai do acerto” ou “Pintou tubarão? Não inventa, vai de crawl.” me arrisco dizer que está no top 5 dos melhores programas nacionais já produzidos para TV.

    • Andre Viana

      Eu concordo e discordo ao mesmo tempo, hehe. Sim, ele é um cara muito extrovertido, divertido e esquizofrênico, mas só quando está na cozinha. Existe muita tristeza na vida do Paulo assim que ele saí da cozinha, seja quando ele está na rua, no quarto ou no banho. Tu percebe isso mesmo quando ele recebe alguém ou até mesmo no episódio em que uma mulher passa a noite lá com ele. O que me parece é que ele é um cara muito solitário, mas que aprendeu a viver daquele jeito. Algo que, para nós pode parecer triste, ele já se acostumou. Ou vai ver é só a personalidade dele mesmo. Não seria a primeira pessoa extremamente divertida quando interagindo com algo/alguém mas extremamente solitária e triste em seus pensamentos (Robin Willians feelings). Não dizem que as pessoas mais engraçadas são também as mais tristes?

  • Antonio Carlos Bleck Bento

    Foi mal Heitor, mas eu meio que concordo quando vc diz que talvez não ame algo o suficiente pra cair no trem do hype, eu por exemplo acho que se deixar ser levado e afetado por noticias relacionadas a uma mídia que se gosta, é algo valido independente da idade, quando dita mídia tem um valor emocional pra vc.
    Quando criança tinha poucos amigos e muitas HQs, passava tanto tempo com esses personagens fictícios que alem de ajudarem a formar quem eu sou hoje, eu tenho um apego emocional muito grande ainda hoje com 22 anos, para com personagem da DC, MARVEL e do Mauricio de Souza, a ponto de certas noticias como a volta do homem-aranha para os estúdios MARVEL, me deixarem extremamente empolgado, enquanto as do novo filme “salada” do quarteto fantástico tem o efeito contrario em mim, simplesmente ignoro a existência desse filme.
    E na real eu meio que sinto felicidade em ainda ser tão apegado a algo, que para muitos pode ser bobo, mas que teve uma importância pessoal muito grande na minha infância, sei la acho que se permitir gostar tanto de algo tão simples faz bem, um porto seguro em meio as coisas mais complicadas da vida.
    Claro isso e algo que varia muito de pessoa pra pessoa, mas eu acho que o Hype é algo muito valido, quando se tem um valor emocional por trás dele.

  • Grillo

    Depois Daquela Viagem é simplesmente incrível, eu devia ter lido mais cedo na minha vida

  • Tiago Ribeiro Xavier Cordeiro

    A segunda temporada de Utopia não é prequel. Só o primeiro episódio.

  • eu sei que eu deveria saber, pq ela parece bem famosa, mas qual nome da musica de encerramento?

  • Tiago Imhof

    Em relação as dúvidas de produção e lucros de Dança da Realidade, parece ate que o pessoal da Vice adivinhou as dúvidas de vocês pois eles fizeram uma entrevista com o próprio jodorowsky fazendo estas perguntas, confere aí:
    http://www.vice.com/pt_br/read/cem-anos-nao-sao-nada-a-entrevista-da-vice-com-alejandro-jodorowsky