Do avião extremamente brutal do Scat, passando pela diplomata que utilizava um colar de cabeças encolhidas, chegando até o herdeiro: conversamos por horas com João Carvalho e saímos nos sentindo ainda mais estúpidos do que sabemos que somos.

Escute agora!

Assine o nosso feed ou baixe o Bilheteria #47 – Assim disse João e escute no seu player predileto

Participantes:

Caio Teixeira
Heitor De Paola
João Carvalho

Assuntos abordados:

4m – Entrevista: A paternidade e família de João Carvalho
23m – Entrevista: UDR
40m – Entrevista: Liberdade de Expressão
49m – Entrevista: A Comédia
1h09m – Entrevista: Trabalho Diplomático e causos

Música de Encerramento: The Weeknd – Can’t Feel My Face

Caso tenha interesse, assine o nosso Patreon!

Envie emails com perguntas e sugestões para: bilheteria@overloadr.com.br ou para http://ask.fm/bilheteria

  • Jonathan Menegalli

    esperando pra ouvir a dança do bukkake e lembrar dos áureos tempos de audiotronik

    • Jonathan Menegalli

      não que eu não goste do bilheteria ou que eu prefira que o audiotronik volte mas ia ser legal essa referencia.

      • Rilker Roberto

        era muito bom a transição para os e-mails mesmo

    • Roberto

      sdds audiotronik, deviam chamar o erik pra algum bilheteria (o gus nunca, pfvr)

      • Rilker Roberto

        mas ja chamaram o gus prum bilheteria

        • Rilker Roberto

          motherchip*

      • Jonathan Menegalli

        esse negocio de ficar pedindo convidados da treta cara, eles ja chamam quem pode e eu particularmente acho que o papo acaba sempre sendo muito legal independente de quem é.

  • Icaro Brum

    Que edificante!

  • Anderson Cardoso

    Ainda digerindo esse episódio muita informação legal!

  • Porra, puta papo bacana <3

  • Caraca, o Heitor tem que trabalhar dobrado pra superar o Bilheteria =D

    • rodrigo

      tipo o Heitor vai ter que trazer o Kojima? ou o Phil Peixe? ou Igarashi?

  • Gabriel PS

    IS THIS REAL LIFE?

    • Jonathan Menegalli

      is it just fantasy?

      • A Gente Duplo

        ..

  • rodrigo

    João falou uma coisa interessante, bem parecido com o Stetson Kennedy e a KKK

  • prcl

    eu sinto que vou precisar ouvir o programa mais umas 2 vezes pra conseguir digerir 50% do que o João falou huahahahsahs

  • m_Tulio

    Tô chorindo.

  • Alexandre Cassemiro

    Lição do dia: vários adjetivos aprendidos!
    Não conhecia o João e adorei toda essa entrevista! E finalmente vou descobrir o que é Decreptos o/

  • Gabrielluis88

    Melior de todos todos! Parabéns pelo episódio =D ainda digerindo e aplicando o que foi aprendido.

    • Pedro Lopes

      fala aids! haha

      Episodio mto bom

  • Adrien Pirmez

    João Carvalho tem o méió tuíti do brasil! mijei di ri!

  • El Luchador

    Muito bom o episódio!

  • FHC

    Cara, eu nunca ri tanto em uma entrevista.
    O mundo é surreal!

  • rodrigo

    continuemos a olhar com espanto o vocabulário e o conhecimento de João Carvalho

  • Diego Assis

    Estou há alguns minutos contemplando o player do celular… Acho que foi o melhor e mais surreal episódio de podcast em língua portuguesa que eu já ouvi.

  • Eduardo Lewandowski

    O melhor Bilheteria da existência.

  • Marcelo de Carvalho

    !!!!

  • a mente mais brilhante deste país.

  • Marcos

    Sem E-Mails? O_o

  • Jeferson Martinelli

    Um dos melhores podcasts dos ultimos tempos, obrigado João.

  • Daniel Figueroa

    Senhores, permitam-me fazer um crítica, que espero que não levem como ofensa pessoal. Quando o assunto foi comédia, vocês claramente deixaram a opinião política de vocês guiá-los a comentários preconceituosos e maldosos.

    Basicamente se um humorista/comediante é de ~direita~ o trabalho dele é menor, boçal ou são “prostitutas”, palavras do convidado.

    Um exemplo tirado do próprio cast:

    Heitor: “A piada do Rafinha obviamente não tem graça alguma e é só idiota.” (não foi exatamente isso, mas ouvi no ônibus e não lembro exatamente as palavras dele agora).
    Pouco depois o João diz: “Comeria ela e o bebê.”. E todos vocês riem.

    O que me pareceu: se um cara tem visão política diferente das suas, vocês já o julgam e condenam todo o seu trabalho. Mas se é alguém da esquerda, falando a mesma coisa, aí é engraçado.

    Achei que cagaram regra pra cacete e soaram mega esnobes. Uma coisa é dizer que não gostam do trabalho de X ou de Y, outra completamente diferente é falar que é uma merda e sem valor.

    PS: Não conheço nenhum dos humoristas citados. Não tenho nenhuma relação com eles. Não estou hateando vocês ou o convidado.

    • Esse é meu incômodo também, você expôs perfeitamente.

    • rodrigo

      Mas solto assim não faz sentido, ele replicou o comentario do Rafinha cara, tipo para exemplificar o que estavam falando, e não se discutiu política, se discutiu que não é que um indivíduo tenha opiniões contrarias as suas, as quais podem lhe enojar, o farão se distanciar desta pessoa…. é tipo ser ser brother do Bolsonaro, você pode divergir ferozmente sobre suas ideias, mas não quer dizer que tu não pode tomar um chopp…

    • Acho que você não entendeu o segmento como um todo, Daniel.

      Primeiro que a opinião do convidado é dele.

      Sobre a piada em si, rimos da repetição e situação na qual ela foi inserida. Sim, se você retira do contexto do podcast e discussão, como fez no comentário, é simplesmente estúpido… Ou não.

      Talvez você desconheça, mas comédia tem muito com timing e sonoridade também, saca? Tem coisas que só o Louis CK consegue falar, outras ninguém consegue repetir como o Mike Birbiglia. Entonação e ritmo fazem parte da piada. Trazendo para cá: só a Velha Surda da Praça é Nossa conseguia tirar aquelas risadas, só a Filomena consegue falar “O Coitado” trocentas vezes em 10 minutos e pessoas rirem. Enfim, comédia é uma pá de coisa e não só construção puramente ortográfica.

      Além disso você não conhece o Rafinha (como apontou ao final do comentário), ele não tem nada de direita, a visão dele é muito mais parecida com a nossa do que você imagina. Ou seja, o seu argumento político não faz sentido em relação a ele. E o problema do comediante de direita, como foi falado no podcast, é que o humor deles serve para empurrar quem tá embaixo mais para baixo, e não elevar quem está em uma situação pior que o status quo. Bem, não é de hoje e nem deste episódio em específico que sempre deixamos clara nossa posição política e ideológica. O podcast é apenas um reflexo dela. Você pode não gostar, mas não é algo que criamos agora.

      Sobre cagar regras e parecer esnobes: não foi a intenção e sinto que tenha entendido assim.

      Abs,

      • Daniel Figueroa

        Honestamente não me importo em ouvir opiniões de diferentes linhas ideológicas, sejam elas políticas, religiosas e etc, sei da orientação política de vocês e gosto da maneira como falam sobre os mais diversos assuntos, sejam em texto, áudio ou vídeo.

        Só fiz questão de comentar porque quando escutei achei que soaram diferentes do que normalmente o fazem e por isso fiz questão de passar a vocês como essa parte do podcast me soou esquisita.

        Talvez tenha sido um erro de interpretação meu, um déficit de atenção por ter escutado no ônibus ou um simples mal entendido, mas fiz questão de postar minha visão e espero que isso contribua, de alguma forma, com o trabalho de vocês.

        Abração Teixeira lindo.

    • Prefiro os comentários do UOL…

  • Obrigado pelo podcast. Fazia tempo que não ouvia um episódio tão incrível sobre qualquer coisa, em qualquer lugar.

  • Jailson Gomes

    YEEEAAAAAH. João!!!!! Melhor Bilheteria.

  • Leonardo Calça

    Esse episódio foi incrível! Poderia ficar ouvindo o João falar por horas haha

  • Lucas Vaz

    Caralho, é simplesmente ÓTIMO de ouvir o João conversar, eu me sinto a pessoa mais inteligente do mundo ouvindo essa caralhada de palavra difícil! Por favor levem ele mais!

  • Brenner

    Esse foi um dos melhores episódios de Podcast que eu já escutei na vida. Puta que pariu. Eu nunca tinha ouvido falar desse cara.

  • José Neto

    Eu concordo com a idéia do João. Em um mundo ideal, a liberdade de expressão deveria ser um dos bens mais sagrado da sociedade. Principalmente no que se refere ao humor, tudo deve ser questionado. Heteros, gays, cis, trans, ricos, pobres, políticos, apoliticos, e por aí vai. Claro, nunca como pessoas, mas como entidades presentes na sociedade. Mas temos vários problemas aí. Os anos em que apenas gays afeminados, por exemplo, foram o alvo de comediantes foram bem problemáticos. Gerando estereótipos que causaram MUITO sofrimento.

    No que se refere a expressão de idéias, fica complicado deixar pessoas como Bolsonaro terem suas diarréias mentais em público porque as palavras desse tipo de gente acaba por matar pessoas. Ele valida comportamentos inaceitáveis da sociedade. Não trabalho exatamente com ativismo, mas como presto serviços pro ministério da saúde na área de DST e Aids, tenho contato com muitas histórias de preconceito. Eu mesmo já viví isso.

    Mas, é como disse um ativista pelos direitos dos negros nos EUA (esqueci o nome): O difícil da liberdade de expressão é quando ela nos obriga a escutar algo que nos é abominável.

    Sobre comediantes, nunca fui um grande fã de stand up, mas curto bastante as apresentações do George Carlin (que já morreu) e da Wanda Sykes. Sim, nesse ponto também concordo com o João e precisamos desse tipo de questionador no Brasil. Mas não acompanho a nossa cena desse tipo de comédia pra tecer comentários.

    Tento lembrar sempre disso… Mas é difícil.

  • Guilherme Kyon

    Caralho, esse foi o melhor programa de todos os tempos, tanto que eu perdi meu tempo vindo no site só pra comentar isso. vlw flws

  • Paulo C. Almeida

    Após esse podcast, cheguei a conclusão de que devo melhorar meu vocabulário e talvez um dia, alcance os mais que suficientes 15% do que é o vocabulário do João.
    Além disso, poucas vezes ri ao ponto de sentir falta de ar como nesse cast, meu deus.

  • Lukas Tavares

    Gol Motoca Caminhão Game…

  • Jonas Caputo

    Vocês são todos filhos do mamonas assassinas fica de boa ai !

  • Felipe de Albuquerque

    Rapaz, bem que o Heitor falou que se sente intimidado com o grande intelecto do joão. kkkkkkkk O cara tem umas referências que eu nem sonho em ter. Muito interessante a entrevista.

  • KauCaze

    Nossa! Acho que foi o melhor bilheteria que já fizeram! Certeza que é um dos melhores podcasts que já ouvi (palavra de quem ouve mais de 20 podcasts por semana).

    Obs: Ouvi o João por duas horas… fiquei com a impressão que poderia ouvi-lo por mais cinco e não me cansar.

  • Aliches_Pickles

    Melhor podcast até agora! Parabéns e continuem chamando o João! Nunca na vida ouvi um podcast com quase 3 horas sem querer pausar por algum minuto.

  • Madureira

    Que episodio sensacional, não que os outros não tenham sido mas esse em especial foi muito bacana!

  • Lucas Medina

    Esse episódio é sem dúvidas, o melhor podcast de entrevista da podosfera brasileira. Vocês mandaram muito mesmo 😉

  • Vinicius Welter #∆

    A UDR precisa vir para Fortaleza, existe um grande público aqui

  • Renato Rammstein

    MS Barney voltou no tempo pra fazer um major twist,
    Tentei matar Jesus mas não deu porque Jesus não existe

  • Capeitão Caverna

    Curioso pra ter mais informações sobre esse plano que o Bolsonaro tinha de matar militares.

  • Adrien Pirmez

    Só pra linkar, o melhor podcast esquerdista dos vacilões: http://decrepitos.com/2015/09/16/decrepitos-31-chafurdando-na-crise/ Zamiliano e João!

    Aqui, qual bilheteria ou mothership com Zamiliano?

  • Excelente podcast! O João é muito inteligente e tem uma visão de mundo sensacional.