Esta foi uma semana mais recheada de jogos e com a distopia do mundo com VR.

Chega mais!

Assine o nosso feed ou baixe o MotherChip #74 e escute no seu player predileto

Participantes:

Caio Teixeira
Heitor de Paola
Henrique Sampaio

Assuntos abordados:

10 min – Devil Daggers
16 min – Gravity Rush
17 min – Pokémon Picross
19 min – FarCry Primal
39 min – Overwatch, Street Fighter V, Naruto, Dragon Ball
43 min – SUPERHOT
48 min – XCOM 2
55 min – Rapidinhas:
– HTC Vive
– Convenção de Barcelona / Samsung / Zuckerberg
– Warren Spector
1h10min – Emails

Música de Encerramento: Badbadnotgood – Confessions (feat. Leland Whitty)

Assine agora o nosso Patreon!

Envie perguntas para o email motherchip@overloadr.com.br

  • Caio

    Pelo que vi do Primal, me interessa bastante pelas mecânicas novas.

    O mangá de Naruto acabou na metade de 2014 e o Boruto existe sim haha Inclusive tá no jogo assim como a Sarada que é filha do Sasuke com a Sakura. Mas eles dois só por pré-order.
    Mas o anime não acabou até agora por causa de filler mas esse ano deve acabar. O filme do Boruto estreou ano passado e é o melhor até agora. Ah, já foi anunciado um novo mangá com a nova geração.

  • Platynews

    Se o Rique morrer o site fica sem o elemento gay do site … ai OBRIGATORIAMENTE o Heitor tem que pegar o Teixeira

    Devil Daggers é amor ! É Geometry Wars com Quake 1 e as mecânicas são maravilhosas !
    Por exemplo : Se da um toque rápido no mouse é um tiro de 12, se segurar vc atira uma metralhadora. Enquanto vc esta atirando os power ups vão pra longe de vc, então vc tem que parar de atirar para os power ups virem até vc.
    Isso sem contar “rocket jump”, bunnyhoop e coisas do tipo

    O Street 5 vc não se vê nem voltando quando colocarem o modo historia mortal kombat, Heitor ?

    Pokkén é uma mistura de Naruto com Tekken … tem uns esquemas que vc muda entre o modo “andar pra todo lado” com foco em poderes distantes e um modo “luta ‘2D’ ” com foco na porradaria clássica.
    Pareceu estranhamente complexo pelos videos….

    • Guilherme Gondin

      Não, se o Rique morre é a chance que o público gay terá de tentar pegar o Teixeira ou o Heitor, estou aguardando por isso.

  • Zebu tem a um “cupim” nas costas (essa parte sobressalente). Muito apreciado em algumas regiões. Aqui no sul a gente come tudo que da pra assar no bicho, não somos parâmetro pra nada. *flies away*

  • dlç

  • Anderson Cardoso

    Então, está meio certo Teixeira!

    Um Acorde é formado por 3 Notas cada nota tem um grau dentro do campo harmônico, ou seja para formar um Em (mi menor) você tem:

    1º Grau
    E (mi)

    3º Grau
    Fá#(sustenido)

    5º Grau
    B (Si)

    Sendo que o terceiro grau de um acorde é sempre o que define se ele é menor ou maior ou sustenido ou diminuto ou suspenso e etc etc etc…sendo assim quando você toca com 2 cordas apenas no braço do instrumento você tem o quinto grau e o terceiro.

    Abs,

    • Mas se você for punk rocker de raiz você pode fazer vários power chords com as duas últimas cordas

      • Anderson Cardoso

        Ah sim.

        Mas ai não é um acorde como você mesmo disse é um Power Chord ou seja um acorde em uma 5a maior!

        Hey ho lets go!!

        😀

  • Gabriel PS

    Pô, as discussões tão muito boas. Tá dando GOUSTO de ouvir.

    E quem foi o lindo responsável pelo BadBadNotGood no final hein? Orra

    • brunolorenz

      BBNG é amor demais

    • Marcelino Pinheiro

      Curti a música também! Não é fácil tocar este sax (acho que é sax…) daquele jeito!

    • Samuel Madeira

      Orgasmos auditivos com esse sax meodels! Fui obrigado a vir nos comentários pra descobrir o nome da musica, obrigado 😀

  • FHC

    Poxa, pensei q fossem ler meu email sobre o cast 72 também. 🙁

  • Julio Cesar

    Melhor mecânica nova de Far Cry Primal é poder desativar as animações de coleta de recursos.

  • daniel araujo

    Após ouvir os últimos minutos do podcast resolvi fazer uma pergunta sobre algo que, já vem me “incomodando” a algum tempo, meu questionamento é o seguinte, sera que o “problema” é realmente o público médio, a mídia vídeo game ou vocês?, eu realmente não entendo esse incomodo que vocês sentem pelo público médio não se interessar por jogos “”intelectuais””, até onde eu sei o público médio de cinema também não se interessa por filme iraniano tênis verde, as pessoas são diferente e se contentam com coisas diferentes, se o público médio não busca conhecimento em outras mídias, realmente pode ser algo a se discutir, mas essa generalização de, público de games não gosta de pensar, eu acho simplista e equivocada demais, eu realmente acho que vocês precisam tentar se colocar no lugar do “público médio de games”.

    PS: espero que levem esse comentário como uma critica construtiva que é o objetivo, não como alguma espécie de ataque.

  • Antonio Marcelino

    Cogumelo do Zebu é porque tem um cogumelo alucinógeno que “floresce” na bosta da vaca. Tem em músicas do Serguei e do Júpiter Maçã essa mesma nomenclatura

  • Henrique Tavares

    po se algum de vcs morresse seria meio triste

    por favor tentem não fazer isso

  • Sobre a questão da realidade virtual eu concordo com o início do que o Teixeira falou, que essa imersão pode acontecer com outras mídias também, tipo assistir um filme ou jogar um jogo com fones de ouvido.

    Mas acho que no momento que eles dominam sua visão e audição ao mesmo tempo, acabam destacando você do mundo, é uma imersão quase que “total”. E isso é um pouco assustador. Por exemplo, no caso de assistir um filme ou jogar com fones de ouvido, sua visão periférica faz você ainda estar em contato com o “mundo exterior”, perceber movimentação de pessoas, etc. Já na realidade virtual você não percebe nada.

    Estou muito curioso para ver o que vai dar disso. E tomara que não seja o que acontece no livro “O jogador número 1”.

  • Fabiano

    Os overloadrs não jogaram a versão directors cut do Deus-Ex Human Revolution? Os chefes ficaram excelentes, dá pra matar eles usando hackeamento e furtividade, diferente do original que era só no pipoco.

    • Heitor De Paola

      Não. Eu tô ligado que melhoraram tudo isso, mas só joguei a versão original mesmo.

  • Alex Cesar Carboni

    O site que o Heitor tentou lembrar é o do Pouco Pixel, escritos pelo Adriano Brandão e o Danilo Silvestre (que é o filosofo) eles fazem analises de jogos antigos, eles tem uma lista de 200 jogos, se não me engano dos mais mainstreans, como Zelda, aos mais obscuros como L’Heritage do MSX, eles também tem um Podcast de mesmo nome que esta no B9, eles falam sobre jogos antigos de uma maneira mais voltada a como eles influenciaram na época e continuam influenciando os jogos ate hoje. Vale a pena tanto os textos quanto os Casts:

    http://poucopixel.com/
    http://www.b9.com.br/podcasts/poucopixel/

    • Heitor De Paola

      Ah, nossa, não tinha a menor ideia de que o Dan estava com um podcast no B9. Ele é amigo meu, se formou em filosofia com o meu irmão mais novo.

      • Alex Cesar Carboni

        Faz pouco tempo, pelo visto que começou ano passado mesmo, semana passada saiu o 35… Não sei se você é de ouvir podcasts em geral mas eu gosto do deles exatamente pela maneira que discutem os temas e eles tem um quadro depois do tema e antes dos e-mails, que se chama debate de bolso, que cada semana um escolhe um tema, desde teto salarial no futebol brasileiro a se a corrupção realmente afeta o erário, é bem interessante, em geral são curtos ate 1 hora e meia normalmente…

      • Rodrigo Pillotto

        Há tempos to pra sugerir a participação dele para um podcast, tanto para o bilheteria quanto o motherchip seriam adições interessantes.

  • Bruno Izidro

    O jogo do Naruto feito pela Ubisoft era o Rise of a Ninja e sim, ele era exclusivo pra Xbox 360, enquanto o Ultimate Ninja Storm 1 da Bandai era exclusivo de PS3 (do 2 em diante passou a sair pros dois consoles).

    E a Ubisoft ainda fez uma continuação chamada Broken Bond que também era exclusivo do videogame da Microsoft: https://www.youtube.com/watch?v=5BotY2mRqdA
    Ambos os jogos eram focados na fase em que o Naruto ainda era criança.

    Já o mangá do Naruto acabou em 2014, mas o anime ainda não (tão enrolando com episódios fillers até agora).
    Por fim, sim, o nome do filho do Naruto se chama Boruto (sabe-se lá por qual razão) e ele vai ganhar mangá também. Vai estrear no meio do ano lá no Japão. Porém, no fim do ano passado produziram o filme Boruto – The Movie pra meio que conectar o fim do Naruto com o início do mangá do Boruto.

    P.S.: por causa do Ultimate Ninja Storm 4 eu tive que voltar a assistir alguns episódios do anime e agora quero comprar uma bandana ninja (isso é um pedido de ajuda).

  • Guilherme Gondin

    Cara, essas indicações que vocês deram sobre criticas diferentes parecem incríveis, será que não seria legal fazer um post, vídeo ou podcast pra divulgar esse pessoal com mais calma e tal?

  • Italo Monteiro

    Dois jogos do PS3/PS4 que são melhores de jogar co-op lado a lado é o Brothers: A Tale of Two Sons, e o Beyond: Two Souls.

  • ednaldofilho

    Primeira vez que ouço e adorei. Vindo do Superamibos. Obrigado pelo Cast.

  • Felipe Resende

    O designer de Dishonored que o Henrique falou é o Harvey Smith. Ele é da linhagem do Warren Spector, e trabalhou no primeiro System Shock e os dois primeiros Deus Ex.