O Heitor voltou, e vivo! Episódio bem focado em vários títulos que estamos jogando, além de uma discussão mais longa do que o necessário sobre cocô.

E este podcast é um oferecimento especial de Picodi.com, um site de descontos e cupons que faz você economizar uma grana em videogames, acessórios e jogos. Acesse agora!

Chega mais!

Assine o nosso feed ou baixe o MotherChip #80 e escute no seu player predileto

Participantes:

Caio Teixeira
Heitor De Paola
Henrique Sampaio

Assuntos abordados:

4 min – Hyper Light Drifter
20 min – Slain
28 min – Enter the Gungeon
42 min – Quantum Break
59 min – Day of the Tentacle Remastered
68 min – Visores de Realidade Virtual
81 min – Rapidinhas
95 min – Emails

Música do final: Beyoncé – Formation

Assine agora o nosso Patreon!

Envie perguntas para o email motherchip@overloadr.com.br

  • Andre Asai

    Hyper Light Drifter não é da Devolver, gente.

  • Andre Asai

    E Enter the Gungeon você vai liberando lojas, NPCs, armas e itens novos que podem aparecer na dungeon. Tem também quests que perduram entre as runs…

    • riquesampaio

      Nossa, eu realmente não fui muito longe pra perceber tudo isso. O ruim de estar solteiro é que vc nunca tem com quem jogar esses jogos que são mais legais e mais justos em co-op rs

  • Bruno Gomes

    Ao amigo que ficou preso no mundo de Stardew Valley: Aconteceu comigo também cara. Quando chegar no terceiro ano o jogo fica cansativo e você se liberta! Vai por mim.

  • Felipe Valério

    Pro cara que pediu jogos de XOne: Killer Instinct.

  • Vinicius Maciel

    utilizaram o posto do motherchip #75 como modelo para este post, mas se esqueceram de alterar isto no texto do link para baixar o episódio.

  • Gabriel PS

    Pourraaa.

    Descobri que sou um baita “ghosting” do cacete. Hm. :

  • Márcio Barbosa

    Jurava que no cartão do Heitor tinha “mestre dos disfarces”. :v

  • Lucas Matias

    Nossa, o Heitor está com opiniões muito definitivas sobre os exclusivos de PS4, dá quase pra falar q está cagando regra 😛
    Adorei a parte q o Rique respondeu: “ok, mas é só sua opinião”.
    Os consoles hoje estão ai para a galera jogar seus third party, os três ou quatro grandes exclusivos que ganhamos por ano, são só a cereja do bolo.
    A nintendo já mostrou q ñ dá pra viver só de exclusivos 😉

    • Acho que não dá pra viver com um hardware que não aguenta rodar os third, né?

    • Marcio Aquino

      Também achei, gosto muito das opiniões de todos, mas o Heitor, as vezes, parece o Rubens Ewald Filho. Nem todo jogo precisa acrescentar algo, as vezes apenas ser divertido. Assim como nem todo filme precisa ser um Spotlight, as vezes pode ser um Velozes e Furiosos ou um John Wick. Concordo que o GOW 3 não é tudo isso, mas é legal.

    • Felipe Valério

      O Rique ganhou o troféu “pessoa razoável” dessa edição.

  • Rafael Rodrigues de Sousa

    como assim kratos não representa mais nada? e não representava nada quando lançou o 3? os caras estão malucos kkk

  • Márcio Barbosa
  • André Luz

    Caras eu entendendo e respeito a opinião de vocês, mas acho que vcs tem que se lembrar que boa parte do publico não consome video games como vcs, que vivem disso e logo estão dentro desse furacão de jogos e etc.
    Quando você falam que que existem poucos exclusivos em consoles ou titulos uqe justifique a compra, e mais que levando o que vcs acham dos títulos. Para mim que tenho ainda um ps3 e devo comprar um ps4 só no ano que vem só o bloodbourne ja justifica a compra do console, sem contar uncharted 4 e um possivel god of war 4. Eu estou esperando ansioso um próximo god of war, me gera mais expectativa esses jogos que demoram um tempo do que lançamentos anuais.

  • Márvio

    Nossa, quanto desdém com God of War. Até eu que nem sou fã da franquia me senti atingido XD
    A figura de kratos é muito maior que a de Drake, falar que ele não seria um grande jogo para o console
    é ser leviano. O PS2 foi o console mais vendido de todos os tempos e GoW foi uma de suas maiores franquias. Em um momento que pessoas estão retornando aos video games depois de anos, creio que rever um personagem nostálgico pode ter um papel crucial na escolha de um console.

  • El Luchador

    CALMA, HEITOR!
    CALMA!

    Ok, shh shhh…passou passou..
    : )