Demorou um pouco, mas finalmente mergulhamos de cabeça na nova série do Netflix. Aproveitamos para falar do mundo analógico pré-internet e do gato telefônico que o avó do Heitor fez da Lapa até o Butantã, em São Paulo, no começo da década de 1990.

Escute agora!

Assine o nosso feed ou baixe o Bilheteria #88 e escute no seu player predileto

Participantes:

Matheus Leston
Henrique Sampaio
Heitor De Paola

Assuntos abordados:

3 min – Treta da Maria Joaquina, grampo telefônico e o tiro na bochecha
15 min – Stranger Things, walkie talkies, telefone fixo e outras coisas analógicas
45 min – Summer 08, novo álbum do Metronomy
55 min – Ex Machina
73 min – Einstürzende Neubauten
97 min – Comic Con San Diego e trailers da Marvel e DC
102 min – emails

Música do final: Einstürzende Neubauten – Stella Maris

Assine o nosso Patreon!

Envie emails com perguntas e sugestões para: bilheteria@overloadr.com.br

  • Bruno Araujo

    to com medo do que falaram de Stranger Things, gostei muito da série… Quero amor, rs

    • riquesampaio

      Vai na fé.

  • Paulo Henrique

    Saudades Caio (nada contra o convidado)

  • Bruno Araujo

    Gostaria de saber de vocês se não é um pouco injusto dizer que Stranger Things bebe de filmes dos anos 80, algumas pessoas até fazendo parecer que são só referências vazias, referência pela referência, porque em sua maioria esses filmes não desenvolvem tão bem os personagens (que pra mim é o maior mérito da série) e assistindo hoje E.T., Goonies ou Poltergeist a trama parece rasa e corrida, talvez pela natureza da mídia ser diferente de uma série ou até porque o público da época não era tão exigente.
    Será que essa comparação não seria apenas uma confusão que algumas pessoas estão fazendo por conta do setup da estética e mood da série que esses sim bebem muito de suas referências citadas acima?

  • FHC

    Nossa, sempre que ouvia a abertura de Twin Peaks eu lembrava do Kenny G em nível de breguiçe.

  • Panqueco

    Pensei que vocês iam citar o Adam Lambert, que perdeu o American Idol por homofobia e agora tem uma ótima carreira (inclusive cantando com o Queen).

    • Heitor De Paola

      Não tava ligado que ele tinha saído de um American Idol.

  • Gabriel PS

    Rapaz, mas eu tenho pronunciado “Einstürzende Neubauten” muito errado até hoje

  • Felipe Valério

    O animal do Dali era um Tamanduá:

    • Matheus Leston

      ah, isso!

  • zap

    Falando de música alemã, escutem bela lugosi’s dead da bauhaus e hallogallo do Neu! ao mesmo tempo. Fica top show

  • Kalel Mota

    Sobre a música do Metronomy com a Robyn, a própria letra da música é bem cafona.

  • Carlos Scatolini

    Caras, achei o Matheus muito simpático! Primeira vez que o ouço.

    Espero que ele seja convidado mais vezes 🙂

  • El Luchador

    Lembrando que a guria do Ex Machina vai ser a próxima Lara Croft.
    : D

    E eu curti o filme.
    Encarei algumas coisas que foram citadas de uma forma diferente, mas pra falar aqui vai ser spoiler…

  • Paulo Henrique

    Só vim dizer como desenvolvedor que os desenvolvedores não são racistas como o Henrique disse, abraço.

  • Matheus Leston

    ah, pros fãs de twin peaks, o vídeo que eu falei do badalamenti:
    https://www.youtube.com/watch?v=SwvSFOEfHJE

  • Juliano Almeida

    Heitor, teria como você disponibilizar o pacotão do Ronie Pedra? Sempre procuro novos meios de estudo e um compilado de m profissional iria ajudar :D.

    Beijos de luz :3

  • Meu Master System Super Compact já transmitiu Sonic para o prédio inteiro e eu nunca entendi o que aconteceu.

  • Uma coisa engraçada que achei no Stranger Things é que se passa nos anos 80 e os personagens usam walkie talkies, mas tem portas abertas com cartões e monitores lcd no instituto de pesquisa.

  • Rafael Augusto Schiabel

    Qual é o filme que o Heitor fala na parte do tiro na bochecha, dos cliques e baldes de ácido?

  • Fernanda Arantes

    Gente, qual o nome do filme com roteiro feito pelo google?