Jogos novos e de peso não param de surgir e ainda estamos em fevereiro. Nesta edição, conversamos um pouco mais sobre Nioh e Halo Wars 2. Em seguida, debates sobre o assunto quente do momento: PewDiePie e a repercussão que algumas de suas piadas tiveram nesta semana. E ainda temos espaço para notícias mais tradicionais.


Assine o nosso feed ou baixe o MotherChip #121 e escute no seu player predileto.

Participantes:

Caio Teixeira
Henrique Sampaio
Heitor De Paola

Assuntos abordados:

0 min – Firme e forte no Clash Royale e incesto
6 min – Nioh
14 min – Halo wars 2
25 min – Assunto: PewDiePie
63 min – Ó o gás e Rapidinhas
80 min – Emails

Música do final: Tycho – Awake

O Overloadr é um site movido a amor, a uma incrível comunidade e crowdfunding, especificamente via Apoia.se. Se você gosta do nosso trabalho, considere contribuir com nossa campanha de financiamento coletivo.

Envie emails com perguntas e sugestões para: motherchip@overloadr.com.br

  • Opa!
    já tenho o que ouvir na volta pra casa. Só não apareceu no meu Feed ainda.

  • Rafael Pradella

    Heitor, qual é esse texto de apropriação do Medium que você falou durante o papo do PewDiePie?

  • Bakunin

    Sobre o papo do PewDiePie, vocês falaram muito da responsabilidade do Felix graças ao contexto que ele tá inserido. Mas de acordo com o vídeo que ele fez pedindo desculpas, e quanto a responsabilidade do Wall Street Journal de tirar trechos de vídeos do Felix de contexto?

    Não dizendo que o que o Felix disse é verdade absoluta, e eu não sou um inscrito do canal dele então não pude conferir todos, mas aquela montagem que fizeram com vários trechos de vídeos dele me pareceu apocalíptica demais. Ainda mais depois que ele e amigos próximos meus repetiram que, no contexto que o trecho estava presente, fazia muito mais sentido e muitos deles eram até sátiras.

    • Heitor De Paola

      A gente comentou sobre isso. Acho que especificamente falei “jornalismo pilantra” sobre a descontextualização que fizeram. E bem, Wall Street Journal tem coisas boas, mas não é o jornal com maior credibilidade do mundo.

      • Bakunin

        No fim das contas, a impressão que eu fico é justamente a que o Felix disse, de que a mídia mais tradicional não é muito fã de youtuber e ~novas mídias~.

        Hoje o assunto do dia foi que o governo Temer pagou youtubers pra falarem bem da reforma do ens. médio. A Folha passou a manhã e a tarde toda divulgando informações sobre isso no Twitter. Por fim, eles terminaram divulgando tweets de um dos youtubers de 5 anos atrás (2012) onde ele postava piadas de cunho racista e homofóbico.

        Minha insatisfação com essa história toda é que esse tipo de jornalismo não serve a ninguém. E não é de hoje que a mídia (principalmente americana) ataca coisas sem necessidade e não faz um favor a ninguém. Termina só dando munição pra alt-right gritar “fake news”.

        Enfim, acabei reouvindo o trecho que vocês falam sobre isso e acabei não prestando atenção de primeira mesmo, mas você realmente falou algo sobre “jornalismo pilantra”. Eu iria mais longe e dizer que é irresponsável, quase criminoso. Além de tudo, a situação já deu um backfire total, os jornalistas que publicaram contra o Felix estão “escondidos” sendo “called out” por um monte de gente no twitter e internet num geral. E o Felix ainda tem 53 milhões de seguidores (parece que aumentou ~80k por dia essa semana) e logo ele arruma outra produtora, então duvido que tenha algum impacto realmente significativo financeiramente falando, ao menos a longo prazo.

        • Heitor De Paola

          Olha, o caso dos Youtubers brasileiros me parece um bocado diferente, por uma série de motivos. Primeiro porque o que eles estão propagandeando é uma reforma bastante controversa, que muitos críticos consideram ter sido feito sem a própria discussão com a população. A intenção do governo ao chamar Youtubers para isso é clara: usar da influência deles em pessoas mais novas para passarem uma imagem positiva e sem críticas de algo bastante complexo.

          Junto disso há o fato de não ter sido exposto pelos Youtubers em questão de que se tratava de um conteúdo pago. Há até a menção de que esse é um assunto que eles queriam abordar há algum tempo, como se fosse só da espontânea vontade deles (e não dos R$ 65 mil que foram pagos a eles). Isso é imoral, antiético e criminoso.

          E, finalmente, há a questão dos tweets. Muitos deles são realmente antigos, mas há comentários bem questionáveis que são recentes. E acho que esses tweets são um claro contraste ao que o PewDiePie fez. O PewDie fez um piada ruim, mas me parece claro para qualquer um que ele não É, em si, anti-semita. Os comentários de um desses Youtubers não tem qualquer nuance. Eles são abertamente racistas, homofóbicos, xenofóbicos e machistas, sem espaço para nenhuma interpretação. Além dessa ignorância por si só já ser condenável, eu não fico nem um pouco feliz de saber que meu dinheiro (usado pelo governo) está sendo destinado a pessoas dessa estirpe.

          • Kalel Mota

            Concordo, Heitor. Ressalte-se que há tweets que nem são tão antigos, tem alguns de 2014…

        • rodrigo

          essa desculpa dele, e de tantos YT, ´me cheira a vitimismo de uma midia contra a outra, sendo que ambas recebem verbas do mesmo local, das empresas que compram os packs de midia destes lugares…

  • Gostei muito do contexto de “showminário”

  • Concordo 100% com o Heitor de que as continuações de grandes franquias são bem covardes em inovar, só não concordo em dizer que Uncharted 4 é exceção dessa regra. Ele só não é um uncharted tão mediano quanto o terceiro, mas não dá salto gigantesco nenhum na fórmula. ENtão a premissa de que “se você não gostou dos jogos anteriores você não vai gostar desse” funciona perfeitamente pra Uncharted também. Talvez o novo God of War fosse um exemplo melhor? Não que o gênero de ação em terceira pessoa seja novidade no geral, mas é na franquia GoW e pode motivar novos fãs a se aproximarem da série #TheHypeNeverEnds

  • Denes Alves

    muito bom o programa, mas sobre o papo sobre o pewdiepie, discordo com tudo oque vcs falaram. Abraço!

    • rodrigo

      fico entre o Rique e o Teixeira, discordo do Heitor como um todo..eu entendi para onde ele estava indo, só que os outros argumentos , para mim, se mostraram melhores…

  • Gabriel Medeiros

    Só queria deixar um relato. Estava ouvindo o podcast por aqui e vendo uns gifs numa outra pagina. Na exata hora que o Heitor chama os emails, o audio desse gif toca:
    http://i.4cdn.org/gif/1487482694339.webm
    É estranho pensar que já fazem quase 5 anos escutando vcs hahah

  • Artsyrobo (Marlon)

    Sobre o PewDiepie; uso o tumblr com frequencia, sigo mais de mil blogs lá. Muita gente lá tem condenado o Felix faz um bom tempo. Até antes das piadas antissemitas. Acreditem, muita gente já tinha ficado bem ofendido pelo tipo de conteúdo que ele faz. É claro que reclamação em rede social não carrega o mesmo peso do que uma matéria do Wall Street Journal.

    • luizpaulosantoscruz

      Na época que eu usava tumblr a uns 5 anos, sempre tinha os fans dele indo ameaçar alguém ou fazendo dox se eu me lembro direito.

  • Jonas S. Marques

    Uma coisa que senti falta de vocês falarem foi da frequente tentativa da mídia em expor o quanto o cara ganha e retratar da forma mais banal possível, como se ele não ganhasse por mérito e sim por ter sentado numa pepita de ouro.
    É bizarro principalmente se pensarmos que o lucro de grandes empresários e ou até mesmo cantores e compositores não são expostos dessa forma.
    Outra coisa, o que os membros do site pensam sobre essa onda de escavar coisas na internet?
    Por exemplo, qualquer um que voltasse a 2011 ou 2012 encontraria motivos pra acusar vocês de muitas coisas no finado GoTR, e mesmo que vocês não sejam mais aquelas pessoas acabariam pagando por isso.

    O que pensam sobre?

  • Douglas

    O heitor falou q leu um texto e depois ia falar a autora mas esqueceu
    depois. Era esse ? https://medium.com/@lubbss/a-conversa-entre-privilegiados-sobre-privil%C3%A9gios-o-ponto-fora-da-curva-e-mais-do-mesmo-biscoito-ad495cf2c352#.uww0l6wcv

    Se sim, a Luiza tem podcast tb e acho q é uma boa futura convidada pro bilheteria hein 🙂
    [Se não me engano ela ta c um podcast c o zamiliano atualmente]

  • luizpaulosantoscruz

    Indo dormir mas o jogo de adventure no trem é Charnel House Trilogy da Owl Cave

  • Henrique Alves

    Bem ele ganhou mais algumas piadas por um tempo

    https://www.youtube.com/watch?v=L9SFQTrfUwc

  • Sergio Roberto Bueno

    Uma duvida, vocês sempre falam da banalização a extrema direita, mas nunca a extrema esquerda que tem seu discurso de ódio quase igual ou pior, exemplo alguns membros de partidos de esquerda do Brasil que apoiam abertamente grupos com Hamas ou Hezbollah que pregam a destruição completa de Israel e o extermínio de todos os judeus, não seria pior que as piadas sem graça do PewDiepie. Outro o Che, o ícone da esquerda mundial por ter lutado contra o imperialismo americano, mas em alguns discursos foi amplamente preconceituoso contra negros e gays na época, sem fala que gostava de torturar e fuzilar qualquer um que não tivesse seu mesmo ponto ideológico. Diferente de vocês eu não criei um bolha ao meu redor fazendo bloqueio tanto de um lado ou do outro, exemplo tenho alguns amigos que participam de jantas e futebol que são de esquerda tanto que o pai de um deles é da diretoria do PT da minha cidade, no facebook ele publica posts enaltecendo a comunidade LGBT, afro-descendestes e todas as minorias assim por diante, mas pessoalmente ele odeia tudo isto, um dia eu perguntei para ele o porque dos posts, ele nao meu deu um resposta clara, e foi embora. Então não seria errado generalizar o lado politico da pessoa, ja ela pode se escrota de qualquer lado?

  • Bruno Leopoldo

    Pessoal, não estou conseguindo baixar o episodio… Está dando o erro “Access Denied”

    Está ok para ouvir no site, mas tenho o costume de baixar e ouvir no celular. Por favor verifiquem.. Agradeço muito