Pela primeira vez juntos desde o carnaval, o trio de sempre coloca em dia conversas sobre uma série de lançamentos, como Logan, Moonlight, Kong: A Ilha da Caveira e John Wick 2.

Assine o nosso feed ou baixe o Bilheteria #115 e escute no seu player predileto.

Participantes:

Caio Teixeira
Henrique Sampaio
Heitor De Paola

Assuntos abordados:

0 min – 84 anos
3 min – O final das coisas
7 min – Um Limite Entre Nós
15 min – Moonlight
25 min – Moana
29 min – Kubo e as Cordas Mágicas
33 min – Logan
42 min – Kong: A Ilha da Caveira
51 min – John Wick 2: Um Novo Dia Para Matar
60 min – Emails

Música de encerramento: Regina Spektor – While My Guitar Gently Weeps (trilha sonora de Kubo e as Cordas Mágica)

O Overloadr é um site movido a amor, a uma incrível comunidade e crowdfunding, especificamente via Apoia.se. Se você gosta do nosso trabalho, considere contribuir com nossa campanha de financiamento coletivo.

Envie emails com perguntas e sugestões para: bilheteria@overloadr.com.br

  • Rafael Pradella

    Não sei se é por estar muito imerso no tema do filme desde o começo, mas não achei o Moonlight nem um pouco lento. Assisti praticamente deitado na sala morrendo de sono e felizmente não consegui desgrudar daquele filme.

    E quedê a Vitrolinha?

    • Matheus Leston

      Como eu disse lááá na primeira Vitrolinha, se a música foi tratada durante o episódio e fizer sentido colocar, não tem razão de ter. Achei que essa era bem legal e os meninos comentaram que era trilha do Kubo. Semana que vem eu volto, juro <3

      • Matheus Rodrigues

        A escolha foi muito boa por sinal!! Essa música fico muito foda, gostosa de ouvir!

  • Fabiano Castro

    A situação do garoto do último email é assustadoramente parecida com a minha, só muda a idade pra 27 e o exército por um emprego concursado. Eu estava com esse mesmo desânimo, e não procurava ajuda porque nem eu mesmo acreditava que poderia melhorar. Eu comecei a fazer terapia a 4 meses porque eu percebi que o meu estado estava fazendo mal a minha família, então mesmo sem acreditar eu comecei a me tratar. De lá pra cá eu comecei a passar mais tempo com meus familiares, voltei a ter contato com os meus amigos e comecei a juntar dinheiro, coisa que eu não conseguia fazer antes já que eu não tinha esperança alguma no meu futuro. Eu nunca tive a sensação de alívio ao sair de uma sessão de terapia. As vezes era exatamente o contrário. Mas ter um especialista me guiando a fazer as perguntas corretas a mim mesmo fez um bem enorme. Quando a única pessoa com quem você argumenta é você mesmo, as perguntas nunca vão além do que você já tem consciência que sabe, e nunca vão onde você realmente precisa ir. Então eu recomendo muito dar esse salto de fé, mesmo não acreditando na sua própria cura.

  • Cesaeer

    Gente, ninguém lembra do Mahershala Ali por Luke Cage, só por House of Cards hahaha

    Taí, a série só é boa enquanto ele está presente.

  • Rodrigo Pillotto

    Pelo menos a distância, pelo que ouvimos no podcast, a última vez que o Heitor curtiu tanto um jogo assim de ficar triste por acabar foi com o Dragon Age Inquisition.

    E Teixeira, aquele final que da Torre Negra é de doer.

    (Spoilers da Torre Negra)

    Parece que o King quer embasar o argumento dele que o que importa é a jornada, que fez o final de qualquer modo, o que foi aquela batalha contra o Rei Rubro? Depois vem com um final feliz e acabando com Roland no pé da Torre. Eu li os dois finais e não parece ser coisa de pressão da editora, pelo menos no segundo faz um sentido em tudo que aconteceu.

    Quanto as novas mídias, vai sair uma série e um filme, aparentemente o Idris Elba vai estar presente somente no filme. E o filme deve seguir o segundo final como verdadeiro, visto alguns detalhes nos materiais de divulgação e a fala do diretor dizendo que a ambientação vai ser em maioria em ambientes urbanos.