No MotherChip #160 contamos com a presença de Fernando Mucioli, em certos círculos mais conhecido como Tengumaru, para falarmos de Gundam Versus, Fire Emblem Warriors, como a EA enfureceu todo um continente, as diferença entre Outcast original e seu relançamento e, enfim, impressões de primeira mão de Star Wars Battlefront II.

Participantes:

Fernando Mucioli
Henrique Sampaio
Heitor De Paola

Assuntos abordados:

4 min – Gundam Versus
28 min – Fire Emblem Warriors
46 min – Outcast: Second Contact
1h02 min – Star Wars Battlefront II
1h26 min – O posicionamento da Bélgica e do estado do Havaí em relação a loot boxes
1h55 min – Emails

Links citados:

Agradecimentos:

  • Edson Guberovich
  • Paulo Roberto

Música do final: Soko – We Might Be Dead By Tomorrow

Envie emails com perguntas e sugestões para: motherchip@overloadr.com.br ou mande uma mensagem em nossa página do Facebook.

  • Gabriel Raposo

    Muito bom o podcast, sou super fã de Fire Emblem mas sinceramente eu tava com 0 de vontade de jogar esse Warriors
    Sabendo dessas paradas mais de RTS me deram a vontade de pelo menos dar uma testada

  • Armoderic

    Segundo uns tweet do ZhugeEX no twitter – Bélgica não decidiu nada ainda. Pelo que eu entendi (principalmente pelo foi comentado em uma thread) é que a confusão se deu por má tradução do que apenas era uma opinião pessoal do cara e na real chance de um ban rolar é mínima.

    https://twitter.com/ZhugeEX/status/933338345702350848

    Outra fonte: https://www.rtbf.be/info/medias/detail_non-la-belgique-n-a-pas-qualifie-star-wars-battlefront-ii-de-jeu-de-hasard?id=9769751

  • Caesar

    Po Tengu, Berserk eu comprei esses dias… Eu não tava querendo admitir que era ruim-ruim (de verdade)… Mas aí aparece vocês…

    Mas tudo bem, é a vida

  • Adriana Ribeiro

    Outcast tem uma trilha sonora sensacional. Ainda tenho os cds originais lançados pela CD expert. O remake dele achei bem bonito.

  • Hugo Carlos

    Sobre as loot box de star wars e a polêmica de regulamentação ou não:
    Acho que o problema não é n ter ou não loot box. Mas, você vender ao cliente um jogo “de tirinho” e entregar um jogo de sorteios, que por acaso tem tirinhos. Sorteio Que envolve dinheiro é aposta. E cada país tem regulações sobre o tema, pois apostas tem impactos sociais importantes em vários aspectos como psicológicos por exemplo (saporra causa vício). Dito isso, é legítimo que haja debate e talvez até regulação específica, como produto de tal debate.

  • El Luchador

    Ow, o recipiente “pra guardar uma fruta cortada” é bom pra guardar uma cebola dentro da geladeira, quando você não a utiliza por completo.

    O da banana, ACHO que é pra quem leva pro trabalho ou algo assim, aí não fica batendo e “machucando” a fruta.

    E olha que nunca gastei com lootbox.
    XD

  • Acho que o Heitor está tirando da equação toda a coisa psicológica que essas lootboxes fazem, de vício, de tentar tirar dinheiro das pessoas por meios complexos (que a gente ainda não sabe direito como funciona, mas funciona) e eles estão estudando muito pra tirar muito dinheiro de todo mundo. Não é só deixar as pessoas fazer qualquer coisa que tudo vai dar certo no final. É bem provável que não. É por isso que proibimos coisas, né? Temos é mais que cercar esse tipo de coisa, quando achamos que pode ser prejudicial, para que as pessoas não sejam exploradas.

    E o governo é a gente, é uma reunião das pessoas para pensar em como fazer a sociedade ser mais justa, e alinhar regras e medidas para isso. Lógico que hoje em dia está meio complexo, meio estragado, principalmente no Brasil e Estados Unidos. Mas falar assim de medo de governo, de não querer que pessoas mexam nas coisas, é bem estranho hehe. Meio “anarcocapitalista” hahaha. Achar que é ruim regulamentar coisas é bem complicado, porque aí você pode falar isso pra qualquer coisa, pra salário mínimo, para educação… Temos que tomar cuidado com esse tipo de coisa. Porque parece que é só videogame, mas é uma parte da nossa cultura, e da vida de muita gente né.