Em um MotherChip com Heitor gripado e Teixeira de última hora ausente, o ritmo do episódio provavelmente ficou um pouco diferente do usual. Apesar disso, fizemos nosso melhor para falar sobre jogos que nos passaram batido neste ano que está prestes a se encerrar, no baque que as ações da EA receberam e a controvérsia recente da Bungie.

Participantes:

Henrique Sampaio
Heitor De Paola

Assuntos abordados:

10 min – As pendências de 2017
35 min – Bungie oferecendo maior transparência
54 min – O baque nas ações da EA
1h14 min – Star Citizen e a venda de terra virtual
1h18 min – Emails

Links citados:

Agradecimentos:

  • Ivo Cegantini
  • Fabiana Moreira

Música do final: Extrasolar – Baths

Envie emails com perguntas e sugestões para: motherchip@overloadr.com.br ou mande uma mensagem em nossa página do Facebook.

 

 

  • Caio_RB

    Bom, sobre o caso da EA com Battlefront, embora ela seja uma das maiores responsáveis junto da DICE, eu não tiraria a responsabilidade da Lucasfilm que também esteve envolvida em todos os jogos da franquia até agora supervisionando o desenvolvimento de tudo isso. Se eles realmente achassem que isso fosse prejudicial, teriam tirado antes do lançamento mas aparentemente acharam que não teria problema.
    https://venturebeat.com/2017/11/26/lucasfilm-oversees-electronic-arts-star-wars-games-with-weekly-meetings/

    E claro, também da Disney que por alguns tem sido vista como o herói da situação mas se você me perguntar, eu a acho tão problemática quanto a Lucasfilm e a EA nessa situação. Em primeiro lugar, foi dado o direito exclusivo de 10 anos para a EA e em segundo, eles só reagiram a isso quando a água bateu na bunda deles, o que também mostra que estariam de boa com a situação inicial se não houvesse um backlash na mídia mainstream.

    Enfim, eu vejo a EA/Dice como culpadas pela utilização completamente errada de MTX, Lucasfilm pela supervisão em que deixou isso acontecer e a Disney por dar liberdade pra Lucasfilm tomar decisões e ferrar os jogos com uma falta de comunicação entre as subsidiárias e seus CEO, o que só me dá razão pra acreditar que todos estavam envolvidos nisso.

    • Bruno Do Carmo Calasans

      Fora que na E3 anunciaram que os dlcs seriam gratuitos, mesmo sendo um dos jeitos de arrecadar mais dinheiro para o jogo, com novos mapas ou heróis. Mas o jogo é tão focado nas microtransações, que acharam que seria o suficiente, que o lucro cobriria até mesmo o game pass tradicional.

  • Bruno Do Carmo Calasans

    Heitor falta jogar PUBG também, já que vai estar em pauta nos melhores do ano em vários veículos que cobrem joguinhos. Não quero que fique fora da discussão, como o excelente Hitman.

    • Márvio

      Se o Texeira participar eles devem falar, dos três ele foi o único que jogou.

  • Puruluchu

    Alguém tem link para a publicação que o Heitor mencionou sobre o dev de Unexplored e o impacto da cobertura do jogo por diferentes sites?

  • Fabio Melo

    Eu peguei o xenoblade chroniclesX de wiiu e nunca tinha jogado nenhum..curti muito!! Quando anunciaram esse ai de switch pensei que seria uma continuação do X porem nao é..entao ainda estou no aguardo de sair algo que me faça pegar o switch.