The Evil Within é o retorno de Shinji Mikami ao Survival Horror. Um retorno que talvez tenha sido forte demais, pois diversos aspectos do jogo parecem estar cerca de uma década atrasados. E talvez ele tenha parado no “Survival”, deixando de lado o “Horror”.

Heitor De Paola e Caio Teixeira tentam demonstrar que “o mal lá dentro” não é de todo ruim, especialmente se você estiver perto de um pilar. Essa maldade toda não sabe como sobreviver à tática de andar em círculos.

  • Pingback: Steam traz desconto de até 90% em promoção de Halloween()

  • Celso

    Gente, na boa. Os gameplays tão pegando o embalo e ficando muito bons. Talvez eu esteja me adaptando, talvez vocês estejam ficando mais carismáticos do que eram (nesse formato). O que importa é, não desistam se o número de views está um pouco baixo. Essas coisas vão melhorar com o tempo, continuem com o bom trabalho!

  • Antonio Carlos Bleck Bento

    Uma duvida Heitor, vc disse q existem alguns chefes no estilo esponja de balas nesse jogo, então como fica todo o lance de munição escassa, existe algum esquema de salas pre chefe ou munição no cenario do chefe, ou vc precisa ficar constantemente preocupado em guardar munição para essas partes?

    • Heitor De Paola

      Eu diria que eles são esponjas de bala em relação aos outros inimigos, mas não chega a ser um absurdo não, como se pedissem algo como, sei lá, 30 tiros para morrerem.

      Normalmente, pouco antes dessas lutas, o jogo te dá bastante munição para estar preparado, além de itens de cura e tal. E eu normalmente tinha muitas peças da Besta da Agonia para fazer novas setas, então se ficasse sem balas tinha mais recursos caso precisasse. E ao menos um chefe te permite recuperar munição no meio da luta.

      Mas no geral não precisa se preocupar com a munição escassa. Desde que você não atire a esmo, você terá o suficiente. Eu economizei de monte e acabei terminando o jogo com quase todas as armas cheias.

  • Membro Desmembrado

    Decepçãozinha. Meio triste ver o preço dele tbm. Não sei se eu compraria pela metade dessa preço.

  • Pingback: Análise - The Evil Within()