Terceiro episódio da série principal de The Witcher (não estamos contando o jogo de tabuleiro), The Witcher 3: Wild Hunt segue os mesmos passos de seus predecessores, adicionando à fórmula um mundo mais vasto a ser explorado e missões menores, espalhadas pelo mapa.

Dito isso, o cerne da franquia continua intacto aqui, na forma de tramas bem elaboradas, complexas, longas e sempre mais tristes do que antecipávamos. O mundo de The Witcher é um podre, em que aquilo que é visto na superfície tenta esconder o nível de decadência a que as pessoas chegaram.

Heitor De Paola e Henrique Sampaio navegam um pouco por esses mares de podridão, dando uma olhada breve nos vários aspectos que compõem The Witcher 3: Wild Hunt.