Driblando Dublagens – Alone in the Dark 3: Episódio 1

Em Driblando Dublagens, nossa ideia é explorar antigos jogos que foram dublados para o português, muito antes de isso ser uma coisa comum e corriqueira.

Claro, nós ainda temos péssimos exemplos de dublagens nos jogos (como as infames participações de Pitty e Roger em Mortal Kombat X e Battlefield Hardline, respectivamente, por exemplo). Mas antigamente, quando isso ocorria, o resultado era por vezes bom pelos motivos errados, por conta de entonações fora de lugar, sotaques completamente perdidos e timing completamente quebrado.

Nós começamos a série com Alone in the Dark 3, que tem algumas dublagens maravilhosas. É verdade que neste primeiro episódio acabamos não nos deparando com muitas delas, mas as soluções absurdas para os enigmas do jogo, que não estavam mais tão frescas em nossas memórias, nos fascinaram (também pelos motivos errados) então resolvemos continuar. No próximo episódio deveremos nos deparar com mais dublagens.

  • Kadu Araujo

    Assinei o Patreon (que por sinal pensei que já era assinante de vocês, note o vacilo) só pra ver este video. Alone 3 tem espaço VIP no meu coração. Conheci o jogo naquela linha de jogos que eram vendidos com a edição de domingo do Estadão, trocentos mil anos atrás. Ouvindo novamente, ou é coincidência, ou tem gente que trabalhou neste jogo e hoje dubla Irmão de Jorel, não?

    • riquesampaio

      Hahaha muito obrigado, Kadu <3
      Pois é, Alone III parecia melhor em nossa memória, mas está sendo divertidíssimo revisitá-lo. Quanto aos dubladores, eu não faço ideia. Vou dar uma averiguada 🙂

  • El Luchador

    E pensar que esse jogo deu origem àquele filme do Uwe Boll…

    Chéssussssssss

  • Acho que vou reinstalar o primeiro Max Payne aqui.

  • Uma sugestão bem obscura: Warhammer – Dark Omen, de 1998.

    Não só o jogo é um dos meus favoritos, mas é MUITO bem dublado: https://www.youtube.com/watch?v=z8BmRtQlhc0

  • Eduardo

    Se eu me lembro bem, no próprio Cd do AitD 3 (que saiu na revista que não lembro o nome agora), tem o walkthrough completo, escrito em primeira pessoa como se fosse um diário do Carby. Foi assim que terminei esse jogo hehe

  • José Neto

    É impressão minha ou o cara do Escriba Café participou da dublagem desse jogo?

    A voz que lê os cartazes é igualzinha a dele.