Com Resident Evil 7: Biohazard, a série Resident Evil mais uma vez se reinventa. Apesar de certamente se calcar em elementos de seus títulos originais, o novo capítulo da franquia olha para sucessos recentes do terror nos videogames, como Amnesia, Outlast e P.T., para buscar inspiração e no processo criar algo novo.

Diferente desses, ele não pende totalmente para o terror, nos dando armas e capacidades para que lutemos contra os seres que encontramos em nossas andanças pela mansão dos Bakers. Ainda assim, seu clima é incrível e a exploração pelos ambientes decrépitos e detalhados é maravilhosa.

Resident Evil 7: Biohazard está disponível para PlayStation 4, Xbox One e Windows 10.

  • Cesaeer

    Ninguém está falando da versão de VR… É até então o jogo mais popular pro VR. Será que vingou?!

    • riquesampaio

      Não tivemos acesso por enquanto. O que tenho lido é que é, obviamente, mais imersivo, mas a experiência pode causar vertigem.

  • Alvaro Sasaki

    Eu tava bem curioso para ver o shuffle do RE7 e torcendo que o controle estivesse na mão do Rique. Pois enquanto o Heitor e o Teixeira iriam no “fuck yeah, guns”, já imaginava o Rique indo bem mais cautelosamente por conta do ritmo do jogo, tanto que comentaram exatamente isso, hahahaha.
    Senti muitas liberdades no jogo, considerando que é um AAA dentro de uma das mais tradicionais séries. E lembrando que é quase como se eles tivessem pego um spin off de uma série e terem oficializado esse na linha principal, pois de certa maneira o game é sucessor direto dos “Bio Hazard: Gun Survivor”s.